Opinião: A confiança na seleção brasileira voltou

Tite
Crédito da foto: Divulgação/Rafael Ribeiro/CBF

Com a conquista do ouro olímpico, novo treinador e nova fase sendo vivida, a seleção brasileira volta a ter os olhos do público. Não é fácil pra torcedor nenhum ver seu time sendo eliminado das competições, ainda mais quando se trata da seleção pentacampeã do mundo sendo eliminada de forma vergonhosa, dentro de casa para aquela terrível Alemanha.

LEIA MAIS:
NEYMAR ENTREGA APELIDO “BIZARRO” DE BRASILEIRO DO BARCELONA. DESCUBRA!

Demorou, porém, o 7 a 1 já não é lembrado automaticamente ao falar da seleção brasileira, claro que não foi (e nem será) esquecido, mas com o comando de Tite, com a conquista do ouro olímpico e tendo o apoio da torcida novamente, a equipe verde e amarela vem apresentando um futebol que há tempos não assistíamos. Qual o motivo da mudança? Quem são os responsáveis por esta mudança? É possível voltar a sonhar com o hexa?

Nas últimas duas partidas disputadas pelas Eliminatórias para a Copa de 2018 (contra Colômbia e Equador), a equipe convocada por Tite venceu, convenceu e encheu de esperanças nossa nação apaixonada por futebol e agora temos mais dois desafios. Com poucas mudanças, o professor já convocou os atletas que disputarão os jogos contra Bolívia e Venezuela, nos dias 6 e 11/10, respectivamente, são estes:

Goleiros: Alisson (Roma), Alex Muralha (Flamengo) e Weverton (Atlético Paranaense)

Zagueiros: Gil (Shandong Luneng), Marquinhos (PSG), Miranda (Inter de Milão) e Thiago Silva (PSG)

Laterais: Daniel Alves (Juventus), Fagner (Corinthians), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Marcelo (Real Madrid)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid),Fernandinho (Manchester City),
Oscar (Chelsea), Giuliano (Zenit), Lucas Lima (Santos), Paulinho (Guangzhou Evergrande), Philippe Coutinho (Liverpool), Renato Augusto (Beijing Guoan) e Willian (Chelsea)

Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Palmeiras), Neymar (Barcelona) e Taison (Shaktar Donetsk).

Mesmo com a confiança depositada no técnico Tite , alguns nomes são extremamente questionados pelos torcedores. Muitos não concordam com o retorno de Thiago Silva, Fernandinho e Oscar. Para a maioria dos torcedores o ciclo desses jogadores chegou ao fim na seleção. No ataque o questionamento fica por conta da ausência de Luan (Gremio) e Gabigol (Inter de Milão) que tiveram extrema importância na conquista do título olímpico e com certeza estariam aptos para atuar na seleção principal.

A seleção enfrenta a Bolívia em Natal, em seguida viaja para a Venezuela. Nós ficamos por aqui, torcendo pelo país do futebol, o nosso país!