Palmeiras tem que melhorar rendimento em casa se quiser título brasileiro; entenda

César Greco / Ag. Palmeiras

No começo do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras era implacável jogando como mandante. Nas sete primeiras partidas que jogou no Allianz Parque/Pacaembu, o time de Cuca conseguiu 100% de aproveitamento, exatamente parte da receita para se sagrar campeão em 2016. Faltando 12 rodadas para o término da competição, todavia, esse aproveitamento diminuiu bastante, principalmente nas últimas sete partidas em seu território.

LEIA TAMBÉM:
Opinião: A verdadeira final do Brasileirão começa hoje contra o Coxa, Palmeiras!

Dos últimos 21 pontos disputados no Allianz Parque, o Verdão só conseguiu 12, com campanha de três vitórias, três empates e uma derrota, o que representa um rendimento recente de 58%. É pouco se comparado com o Flamengo, concorrente direto pelo título, que, mesmo sem jogar no Rio de Janeiro – Engenhão e Maracanã ficaram fechados para as Olimpíadas e Paralimpíadas -, ganhou os sete últimos jogos como mandante.

Se o Atlético-MG, terceiro na tabela de classificação, entrar na jogada, então, a comparação fica ainda pior para o lado do Palmeiras. Jogando em casa, o Galo de Marcelo Oliveira venceu os últimos 27 pontos, ou seja, vem de nove vitórias consecutivas na ponte Independência/Mineirão. Vale lembrar que o Verdão de Cuca terá que jogar fora de casa contra ambos os rivais neste segundo turno.

Ora, após 13 jogos como anfitrião, o Palmeiras soma 9 vitórias, 3 empates e 1 derrota. O aproveitamento total como mandante no Brasileirão é de 77%, abaixo do que mostraram Corinthians (88% em 2015) e Cruzeiro (82% em 2014, e 79% em 2013). A porcentagem do Verdão só é superior que a do Fluminense, quando foi campeão brasileiro em 2012, com 67% dos pontos conquistados em casa.

Para evoluir essa média, o Verdão precisa fazer a lição de casa nos seis jogos restantes, começando neste sábado contra o Coritiba, no Allianz Parque. Vale lembrar que o Palmeiras ainda tem, em seu território, partidas contra Cruzeiro, Sport, Internacional, Botafogo e Chapecoense. Se conseguir somar os 18 pontos restantes em casa, o Alviverde chegaria a 15 vitórias, o mesmo número de triunfos do Corinthians campeão de 2015.

TEMPORADA CAMPEÃO PONTOS EM CASA/POSSÍVEIS APROVEITAMENTO
2012 FLUMINENSE 38/57 (11v/5e/3d) 67%
2013 CRUZEIRO 45/57 (14v/3e/2d) 79%
2014 CRUZEIRO 47/57 (15v/2e/2d) 82%
2015 CORINTHIANS 50/57 (16v/2e/1d) 88%
2016 ? ??/57 ?


Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.