Por escândalo, Seleção Inglesa deve demitir treinador há dois meses no cargo

Divulgação: Site oficial da The Football Association

Sam Allardyce, de 61 anos e recém-contratado, foi flagrado em um vídeo ensinando empresários asiáticos a burlar as regras inglesas nas negociações de jogadores a troco de 450 mil euros.

Leia mais
Prass passará por exame que pode acelerar volta ao gol do Palmeiras

Uma investigação jornalística do The Thelegraph levou a ruína o cargo de Sam Allardyce na Seleção Inglesa. Contratado depois de muita escolha, o inglês de 61 anos foi visto em um vídeo a negociar com empresários asiáticos um modo de explicar como contornar as severas regras britânicas no processo de negociação de jogadores. Para passar a informação aos empresários, Allardacy que no vídeo também foi pego criticando seu antecessor Roy Hodgson, cobrava 450 mil euros.

Abrindo uma investigação interna imediatamente, a FA (Federação Inglesa) está apurando todo o envolvimento do “Big Sam” neste e em outros possíveis casos. Com o processo em andamento e o escândalo á tona dentro do país, vários veículos como o The Times já cravam que o experiente técnico seja demitido ainda durante esta semana, especulando, inclusive, que nomes como Alan Pardew e Roberto Mancini possam ocupar o lugar.

Contratado há dois meses para apagar o incêndio do vexame inglês na Euro e levar o time a Copa do Mundo da Rússia, Sam Allardyce faz o estilo do antigo e tradicional treinador britânico, com times predominantes fisicamente e mortais no jogo aéreo. Mesmo que nunca tenha feito um trabalho de ponta por algum gigante mundial, era credenciado depois de recentes trabalhos em Bolton, Blackburn e West Ham.