Quatro motivos que levam a crer que o Internacional será rebaixado

Internacional
Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial Internacional

Tricampeão do Campeonato Brasileiro, duas vezes dono da América do Sul e uma do mundo. Esse é o portfólio do Sport Club Internacional. Apesar da tradição, o Colorado figura, atualmente, na zona de rebaixamento do Brasileirão, na 18ª colocação, com 27 pontos. Por isso, o Torcedores.com listou os principais motivos que levam a crer que o time gaúcho cairá, sim, para a série B. Confira abaixo.

LEIA MAIS
BRASIL É O PAÍS QUE TEM MAIS TIMES QUE NUNCA FORAM REBAIXADOS; VEJA
INTER PERDE PARA O SANTOS, MAS VAGA PARA A SEMIFINAL SEGUE EM ABERTO
INTER NÃO PASSA DAS QUARTAS DA COPA DO BRASIL DESDE 2009

1 – Probabilidade de queda é de 70%

A cada rodada, o site InfoBola,  do matemático Tristão Garcia, atualiza as chances do Internacional de ser rebaixado, além de outras equipes. E, em cada uma delas, a probabilidade do Colorado só aumenta: na etapa atual, o número já chegou a 70%. Para se ter uma ideia, antes de perder para o América-MG, no último domingo, o percentual era de 62%. Complicado, não?

2 – Regra do “Tudo o que vai, volta”

A torcida do Santos ainda não superou as polêmicas do mais recente encontro do Peixe com o Inter no Brasileirão, no Beira-Rio. E, desde aquele dia, o clube do Sul afundou cada vez mais. Regra do “Tudo o que vai, volta?” A praga pega?

3 – Falta de planejamento

Segundo levantamento da Folha de S. Paulo, a falta de planejamento e o endividamento foram fatores cruciais para o Internacional estar na zona de rebaixamento. De acordo com a publicação, muito dinheiro foi apostado nas promessas erradas (Forlán, Réver, Cavenaghi, Dagoberto) e, em 2014, a dívida já era de R$ 240 milhões.

4 – Elenco comum

Com muito dinheiro desperdiçado em prol de jogadores que frustraram as expectativas, o Colorado acabou ficando com um elenco comum, muito criticado por torcedores nas redes sociais, sem um jogador referência na equipe.

 



Jornalista, assessora de imprensa e pós-graduanda em Jornalismo Esportivo e Multimídias. Amante dos esportes desde sempre e apaixonada por futebol inglês.