São Paulo acumula terceira eliminação em 2016

Crédito da imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

A derrota para o Juventude no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil encerrou a história do São Paulo na Copa do Brasil de 2016. A vitória por apenas 1 a 0 em Caxias do Sul provocou a eliminação.

LEIA MAIS:
Juventude x São Paulo: assista ao gol da partida
Em rede social, São Paulo reclama de ‘sumiço’ de gandulas do Juventude
Técnico do Juventude foi campeão mundial pelo São Paulo

Em 2016 é o terceiro mata-mata disputado pelo São Paulo que termina com eliminação. Tudo começou no Campeonato Paulista, em abril, quando Audax goleou por 4 a 1 nas quartas de final. Com PH Ganso e Calleri em campo, o time comandado por Edgardo Bauza levou gols de Mike, Juninho e dois de Ytalo – o algoz foi contratado pelo tricolor ao término do estadual e o argentino descontou no Estádio José Liberatti, em Osasco.

A menina dos olhos do São Paulo em 2016 era a Libertadores, mas o sonho do tetracampeonato se transformou em outra eliminação nas semifinais. Uma classificação dramática na fase de grupos levou o time a enfrentar o Atlético-MG e Toluca-MEX nas oitavas e quartas de final, mas quando foi a vez do Atlético Nacional os colombianos surpreenderam no Morumbi ao vencerem por 2 a 0. No jogo de volta, em Medellín, mais uma derrota: 2 a 1 para o alviverde que se tornou campeão do torneio ao bater o Independiente del Valle na decisão.

Com o término da Libertadores, o São Paulo sofreu na janela de transferências e negociou PH Ganso, Calleri, Alan Kardec e até mesmo o técnico Edgardo Bauza, que aceitou convite para assumir a seleção da Argentina. Sendo assim, Ricardo Gomes trocou o Botafogo pelo time do Morumbi mas não evitou a terceira eliminação consecutiva em 2016 – o Juventude fez 2 a 1 no Morumbi e administrou o resultado em Caxias do Sul, quando perdeu por 1 a 0 e manteve o poderio defensivo para avançar às quartas de final.

Agora o São Paulo concentra suas forças no Campeonato Brasileiro. O próximo jogo é no domingo (25), contra o Vitória, em Salvador. O tricolor está em 12º lugar, com 34 pontos, apenas cinco a mais do que o rival. Figueirense, Internacional e Santa Cruz completam a zona de rebaixamento.