Técnico tenta repetir feito como jogador: subir à Série B com o ASA

Crédito: Ascom ASA

<h2>O ASA segue na preparação para o jogo de ida frente ao Guarani-SP, no sábado, em Arapiraca. A partida é válida pelas quartas de final da Série C. Quem avançar garante vaga na Série B de 2017. Em 2009, o Alvinegro arapiraquense conquistou o acesso para a segunda divisão nacional após o empate diante do Rio Branco-AC, no Acre, e Paulo Foiani esteve em campo defendendo a camisa do ASA. Hoje, ele é técnico do Alvinegro e pode repetir o mesmo feito.</h2>

Foiani foi anunciado como técnico do ASA no dia 7 de junho. Na época, o time tinha dois empates e uma vitória. Jaelson Marcelino, ex-técnico do clube, foi demitido por expor, em entrevista coletiva, a crise financeira pelo qual o ASA vivencia. “Mesmo sabendo de todas as dificuldades, mesmo sabendo da proposta do presidente que o objetivo dele era não cair, o sonho desse acesso faz parte da minha vida desde o dia que fui apresentado”, disse Foiani em recente entrevista ao Globoesporte.com.

Com mais cinco vitórias e seis empates nos 15 jogos que restavam, Foiani conseguiu chegar com o ASA aos 26 pontos, no quarto lugar do grupo e avançar ao mata-mata da competição.

Como jogador, Paulo Foiani era volante e foi um dos principais jogadores do ASA em 2009. Naquela temporada, foi campeão alagoano, por vezes capitão da equipe e disputou seis jogos na campanha do vice-campeonato da Série C.



Alagoano, jornalista em formação e apaixonado por futebol