“Ver aqueles dois gols que o Ábila perdeu foi tenso” revela Moisés, volante do Palmeiras

Foto: Reprodução/Site ESPN

O volante Moisés do Palmeiras foi o convidado do programa Resenha ESPN deste domingo, 25. Entre os assuntos que debateu, o volante comentou que o elenco está na contagem regressiva para o final do Brasileirão e admitiu ter acompanhado uma parte do partida do Flamengo contra o Cruzeiro, mas falou não que não é um bom secador.

LEIA MAIS:

APÓS MAIS UMA DERROTA DO INTER, RENATA FAN DESABAFA NO JOGO ABERTO: “NÃO AGUENTO MAIS SER ZOADA”

PALMEIRAS DEVE USAR O QUE TEM DE MELHOR NA COPA DO BRASIL

CUCA CELEBRA BOA FASE DE DUDU E ELOGIA O ATACANTE: “TEM UMA QUALIDADE MUITO GRANDE”

“CLIMA DE JÁ GANHOU? NÃO SEI AONDE” REVELA CUCA, APÓS MAIS UMA VITÓRIA DO PALMEIRAS

No jogo entre o atual vice-líder e o time mineiro, o rubro-negro carioca chegou a vitória após virar a partida com gols de Guerrero e Mancuello as 39′ e 43 minutos do segundo tempo, respectivamente. Nos minutos finais, o atacante argentino Ramon Ábila teve chances para marcar o segundo gol cruzeirense, mas acabou desperdiçando. Segundo Moisés, assistir estes lances ‘foi tenso’.

“Eu não gosto de assistir. Eu falo que não sou um bom secador. Só que hoje recebi uma mensagem ‘O jogo (FLA x CRU) tá 1×1’. Aí falei: ‘Vou fazer esse finalzinho. O jogo tá com 35, 38 minutos’. Eu sofri. Ver aqueles dois gols que o Ábila perdeu foi tenso. Mas faz parte do futebol, Flamengo tem uma grande equipe.”

Perguntado por Juan Pablo Sorín, ex-jogador e comentarista dos canais ESPN, se os jogadores já sentem o espírito de campeão, Moisés revelou que todos já estão em contagem regressiva, mas que as coisas ainda podem mudar:

“A gente sente que estamos muito próximos disso. Não há como negar. Estamos há quanto tempo aí na liderança. Então agora faltam 11 rodadas e já estamos naquela contagem regressiva, mas sabendo que muita coisa ainda pode acontecer. Então temos que ter um foco, um pensamento muito grande no nosso adversário. O mais importante é ter ciência do que fazer para conseguir a vitória.”

 



Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.