Neymar 300: Relembre sete golaços que marcaram a carreira do craque

Foto: Rafael Ribeiro/ CBF (18/04/2014)

O craque Neymar marcou nesta quinta-feira, 06, o gol de número 300 na sua carreira. Em confronto válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, contra a Bolívia, em Natal, a seleção venceu por 5×0 em mais uma bela partida do craque. E você por acaso lembra dos golaços que marcaram a trajetória do jogador até aqui? Bom, com certeza foram muitos. Então o Torcedores.com selecionou 7 lindos gols marcados por ele, confira:

LEIA MAIS:
SELEÇÃO MOSTRA SUA FORÇA
ELIMINATÓRIAS: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA AMÉRICA DO SUL
BRASIL X BOLÍVIA: VEJA OS GOLS

Paulistão 2010: Santos 2×3 Santo André
Na partida Neymar ainda marcou um outro belo gol, e apesar da derrota, o Santos conquistou o título do Paulistão daquele ano.

Mundial de Clubes 2011: Santos 3×1 Kashiwa Reysol
Com passe de Ganso, Neymar deixa o defensor da outra equipe no chão e chuta forte, no ângulo.

Libertadores 2012: Santos 3×1 Internacional
Com uma arrancada que teve início no campo de defesa, o craque percorreu mais de 60 metros com lindos dribles e deixando vários adversários na saudade, até conseguir encobrir o goleiro Muriel.

Copa das Confederações 2013: Brasil 3×0 Japão
Com apenas dois minutos de partida, Fred ajeita a bola pra Neymar, que pega de primeira, forte, direto no ângulo para abrir o placar.

Campeonato Espanhol 2013/2014: Barcelona 6×0 Rayo Vellecano
Em mais uma bela arrancada, ele foge da marcação, evita a falta e acerta um lindo chute de fora da área para fechar o placar daquele jogo.

Amistoso 2014: Brasil 1×0 Colômbia
Em busca de revanche após ser cortado da Copa ao se machucar em jogo contra a Colômbia, Neymar faz um golaço de falta para dar a vitória a seleção canarinho.

Campeonato Espanhol 2015/2016: Barcelona 3×0 Villareal
Esse sem dúvida é um gol histórico para a carreira do craque. Após roubada de bola, o jogador avança pra área e ao recebê-la de volta, dá um chapéu no zagueiro, gira o corpo e chuta sem deixar a bola cair. Um gol antológico.



Paulistano, 20 anos. Estudante de Comunicação Social-Jornalismo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.