Análise: Créditos para Renato Gaúcho

Créditos Lucas Ubel/Grêmio Oficial

Foi realizado na noite da última quarta-feira (26), o primeiro jogo das semifinais, entre Cruzeiro e Grêmio, partida realizada no Mineirão e quem esperava uma imposição do time da casa, se surpreendeu. Na maioria das vezes, em jogo de Copa, em competições de mata-mata, a primeira partida é menos movimentada, com as duas equipes se poupando um pouco mais e com o time visitante se defendendo, e especulando em contra ataques, buscar o importante gol fora de casa. Mas a partida da noite desta última quarta-feira, entre Cruzeiro e Grêmio, foi atípica. 

Com mais de 60 mil pessoas no Mineirão, o Cruzeiro tentou fazer valer logo no início da partida o fator local, mas esta imposição além de não ter muitos resultados, foi curta. A Raposa conseguiu se impor na partida por mais ou menos 15 minutos, e a partir daí o tricolor gaúcho deixou de sentir o peso das mais de 60 mil vozes presentes no Mineirão, foi para cima e dominou o jogo até o fim. Após a pressão inicial imposta pela equipe mineira, a tranquilidade e qualidade da equipe gaúcha se fez valer. Logo aos 19 minutos da primeira etapa, o tricolor, após trocar diversos passes próximos à área do Cruzeiro, consegue uma abertura no bico da grande área com o atacante Luan e com a classe de quem tem muita qualidade, cuidadosamente chuta uma linda bola, que ainda antes de entrar, bate na trave e vai silenciosa parar no fundo das redes. Gol do Grêmio! Mesmo com a vantagem no placar, a equipe gaúcha continuou imprimindo seu ritmo e em um contra ataque, o polivalente Ramiro – que já tinha feito uma pintura contra o Palmeiras -, observa a movimentação do meia Douglas, que recebe a bola e de perna trocada – batendo de direita -, com um sutil chute cruzado, cala o Mineirão e define o placar de 0 x 2 para o Grêmio.

O Grêmio fez mais uma grande partida dentro do Mineirão, e todo e qualquer crédito deve ser dado para o Renato Gaúcho, que por mais contraditório que seja, chegou em Porto Alegre gozando de muita humildade, sabendo do bom trabalho que herdou e observou com precisão onde a equipe precisava melhorar. Renato pegou uma equipe desacreditada, conseguiu reabilitá-la, trazendo auto estima para o ataque, dando novo ânimo para os atletas, tornando a equipe novamente competitiva, corrigindo o defeito de dois anos que era a maldita bola área e além de estar encontrando o caminho do bom futebol, está há poucas partidas de erguer uma taça nacional. Sem sombra de dúvidas o Grêmio tem uma boa equipe, mas os créditos da apresentação não se limitam a quem estava dentro das quatro linhas mas também se estendem ao comandante Renato Gaúcho, que mesmo não estando presente na casamata – devido a expulsão na última partida pela Copa do Brasil – está fazendo grande trabalho no Grêmio!

A equipe de Renato volta com um placar fantástico para Porto Alegre, e sem medo, é possível afirmar que o Grêmio já está na final da Copa do Brasil!



Estudante de direito e colaborador dos sites: Torcedores.com e ONDDA.com.