Alecsandro compara momento no Palmeiras com “ausência” em título do Inter

Palmeiras
Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

Absolvido pelo pleno do TJD-SP por suposto uso de doping e livre para jogar desde segunda-feira, o atacante Alecsandro concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta e revelou o alívio ao estar liberado para voltar a exercer sua profissão. Ele admitiu que chegou a pensar em parar de jogar de futebol e comparou o atual momento com uma lesão sofrida no Inter, em 2010.

LEIA MAIS:

Dirigente despista sobre D’Alessandro, mas lembra: “Tem contrato com o Inter”

FOTO – Esta imagem de Seijas ilustrará a força da torcida colorada

Com a saída de Nilmar para o Villareal ainda em 2009, Alecsandro se tornou titular absoluto do ataque colorado e manteve a posição na virada de ano. Era homem de confiança de Jorge Fossati e depois de Celso Roth, os dois treinadores que trabalharam no Inter na conquista da Libertadores de 2010. Titular durante toda a campanha, Alecgol acabou ficando de fora da grande final, por uma lesão muscular.

“Eu comparo esse momento com uma passagem que tive pelo Inter em 2010. Eu era titular absoluto do time, camisa 9 e joguei todos os jogos da Libertadores até chegar na grande final. No jogo de ida, contra o Chivas, no México, acabei tendo uma lesão muscular e fiquei de fora da final no Beira-Rio, quando ganhamos o torneio. Por isso, muita gente nem lembra que tenho aquele título. Fui o vice-artilheiro do time, atrás apenas do Giuliano”, lembrou Alecsandro.

Alecsandro havia sido suspenso pelo uso de O-Dephenylandarine, que é substância proibida, em exame constatado após um clássico contra o Corinthians pelo Paulistão, em abril. No entanto, a defesa do atleta conseguiu comprovar que a substância foi encontrada por uma reação química do corpo após o uso de shampoos contra calvície. Inicialmente, o jogador do Palmeiras havia sido suspenso por dois anos.

“Passou muita coisa pela cabeça, inclusive parar de jogar de futebol. Imagina, você fica três, quatro meses sem jogar, como fiquei, e perde espaço no grupo. Então imagina em dois anos? Vocês acompanham e sabem que muitas vezes nem entro, acabei perdendo espaço no elenco do Palmeiras”, lamentou Alecsandro.

Com contrato em vigência somente até dezembro desse ano, Alecsandro ainda tem futuro indefinido no Palmeiras. No momento, ele tentará correr contra o tempo perdido para ajudar a equipe nas dez rodadas restantes do Brasileirão.

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.