Alecsandro critica TJD por caso de doping: ‘Foi bem amador’

César Greco/ Ag. Palmeiras

O atacante Alecsandro deu entrevista coletiva nesta quarta-feira (5) e um dos assuntos comentados foi o caso de doping que o jogador se envolveu e acabou absolvido após pedido da Agência Mundial Antidopagem (Wada). O jogador do Palmeiras não poupou críticas ao processo e ao ‘amadorismo’ do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) no julgamento do caso.

LEIA MAIS

TOSTÃO CITA VANTAGENS DO PALMEIRAS CONTRA O FLAMENGO NA LUTA PELO BRASILEIRÃO

PRESIDENTE DO PALMEIRAS EXALTA SUCESSOR E AFIRMA: “ESTAREI À DISPOSIÇÃO”

Achei de certa forma o processo bem amador. Não tenho medo de ser processado ou não. De repente, com um pouco mais de sensibilidade, com conhecimento técnico, nós sentimos que nossa defesa não foi ouvida pelos julgadores“, disse o jogador.

O atacante foi pego em exame antidoping em partida contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista por presença de uma substância considerada anabólica e acabou suspenso por dois anos pelo TJD. Mas uma notificação da Wada em relação a um erro no teste e o fato do jogador não ter usado a substância para melhorar o rendimento ajudaram na suspensão da pena e posterior absolvição.

Quando você vai para um julgamento que passa a defesa e o pessoal que vai te julgar não entende o que você passou, você questiona a qualidade dos julgadores. Estamos nas mãos dessas pessoas, não estou falando só daqueles que estavam lá“, criticou Alecsandro.

O pessoal do controle de doping daqui, na minha visão, queria me punir e não me absolver pelo caso. Nunca tinha sido pego no antidoping, nunca entrei em júri e nunca tinha sido julgado. O corpo de julgadores de São Paulo não teve sensibilidade, profissionalismo quase zero. Fico feliz de ter boas condições e ter contratado o melhor advogado em caso de doping, de ter contratado um professor de bioquímica e paguei tudo do meu bolso. Muitos ficam nas mãos das injustiças, poderíamos quem sabe rever os conceitos da forma com que isso é julgado, porque realmente não temos condições”, completou.

 

(Crédito da foto: César Greco/ Ag. Palmeiras)