Análise: como ficou a situação do campeonato na Fórmula 1 após o GP do Japão

Twitter Oficial da Fórmula 1

Tivemos na madrugada deste domingo o Grande Prêmio do Japão, o qual foi vencido por Nico Rosberg e garantiu a equipe Mercedes o título do mundial de construtores. Com a vitória, o piloto alemão abriu 33 pontos de vantagem para cima do segundo colocado na classificação, o seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton. Veja a análise dessa reta final da Fórmula 1 2016.

LEIA MAIS:
FÓRMULA 1: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO MUNDIAL DE PILOTOS APÓS O GP DO JAPÃO
FÓRMULA 1: CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO MUNDIAL DE CONSTRUTORES APÓS O GP DO JAPÃO

A Fórmula 1 já tem o campeão de construtores definido nesta temporada: a equipe Mercedes conquistou o tricampeonato consecutivo, algo que já era previsível, afinal de contas, a equipe tem sobrado nesta temporada. A vitória de Nico Rosberg em Suzuka apenas confirmou o que todos esperavam, não tinha como ser diferente.

Em compensação, o mundial de pilotos começa a se aproximar do seu desfecho. Melhor para Nico Rosberg, que venceu o GP do Japão e agora tem 33 pontos de vantagem para cima de Lewis Hamilton, faltando apenas quatro provas para o término desta temporada. Uma vantagem importante, tanto é, que Rosberg pode ser campeão sem precisar vencer nenhuma das próximas corridas: basta chegar em segundo lugar em todas as provas, podendo até ser terceiro colocado em uma delas.

Já para Lewis Hamilton, não existe outro resultado que possa interessar que não seja a vitória. O melhor cenário possível para o piloto inglês, seria uma vitória enquanto Nico Rosberg tenha uma quebra do carro, ou por algum outro motivo, não consiga pontuar. O problema é Rosberg só não pontuou uma vez, no GP da Espanha, quando ambos bateram e ficaram de fora da prova. Aliás, das 17 corridas disputadas até o momento, o piloto alemão subiu no pódio doze delas. A missão do piloto inglês ficou muito difícil.

Se levarmos em conta as duas últimas temporadas, o cenário não fica nada animador para Hamilton. Nas duas últimas temporadas, Lewis venceu o GP dos Estados Unidos, mas em ambas oportunidades, Rosberg chegou em segundo. O GP do México voltou a fazer parte da categoria no ano passado, e foi vencido por Nico Rosberg, com Hamilton em segundo. Aliás, na temporada passada, Rosberg venceu as últimas três últimas provas da temporada, com Hamilton chegando em segundo em todas elas, e são as mesmas provas que restaram nesta temporada.

Parece que o cenário é totalmente favorável à Nico Rosberg, que está fazendo de tudo para ser o campeão mundial de 2016. Inclusive, vale ressaltar vencer o GP do Japão tem sido importante nos últimos anos: Vettel em 2012 e 2013, Hamilton em 2014 e 2015, venceram em Suzuka e ficaram com o título mundial. Será que Lewis Hamilton consegue virar o jogo? Confira outros números desta disputa: