Anderson Silva reclama de ‘falta de respeito’ do UFC com brasileiros

Crédito da foto: Reprodução/Instagram/Anderson Silva

Mais um astro do UFC mostrou toda sua irritação com a organização. Anderson Silva, em entrevista ao Uol Esporte, criticou o evento por ver uma ‘falta de respeito’ com ele após ter se prontificado a substituir Jon Jones no UFC 200, em julho, no qual enfrentou e foi derrotado por Daniel Cormier.

LEIA MAIS

VEJA AS 5 COISAS MAIS BIZARRAS QUE JÁ ACONTECERAM NO MMA

UFC 206 TERÁ REVANCHE ENTRE DANIEL CORMIER E ‘RUMBLE’ JOHNSON

Na visão do ‘Spider’, o UFC não fez nenhum agradecimento ao lutador por ter assumido o risco de lutar após ter passado por uma operação de vesícula (que já havia o tirado do UFC 198) e revelou desapontamento com a organização por não ter o devido tratamento depois de ter sido um dos campeões mais dominantes da história da entidade.

“Não recebi nem um muito obrigado do (presidente do UFC) Dana White, nem do (ex-dono do Ultimate) Lorenzo Fertitta, nem nada, depois da última luta (contra Cormier). Claro que fui eu quem quis lutar, que aceitei o combate, mas sei do meu valor e da minha importância. Fiquei muito decepcionado com a falta de respeito que o UFC tem tratado os atletas brasileiros. Sou um atleta que levou o esporte a outro nível e não recebo e nem recebi o devido respeito das pessoas. E isso me deixa chateado e desapontado com o Ultimate”, desabafou Anderson.

“Reforço e falo isso novamente, estou muito desapontado com a forma que eles tem me tratado e fico muito triste com isso tudo. Não fui eu quem falou que eu era o melhor peso-por-peso do mundo, foi o Dana. Talvez ele tenha falado para valorizar o evento ou por realmente achar isso. Nunca vamos saber disso. Mas o fato é que tudo que fiz ninguém mais conseguiu fazer. Não falo isso para soar prepotente, arrogante ou me achar o melhor, mas o que me propus a fazer durante todo esse tempo foi mostrar que eu era diferente dos outros. E isso não é opinião minha, é de todos”, completou.

Anderson Silva também revelou que chegou a ser sondado para ser o ‘reserva’ caso Michael Bisping ou Dan Henderson se lesionassem no UFC 204, sábado (8). Mas recusou a proposta por ela não ter vindo direto do Ultimate e por ainda criticar o resultado da luta que teve com o inglês (Bisping venceu o combate mas Anderson aponta vitória sua após quase nocauteá-lo)

“Não conversei mais com eles e nem com ninguém após minha última luta. Até me ofereceram para ficar de stand by se caso algo acontecesse com o Bisping ou o Henderson. Mas mais absurdo ainda foi ver como isso chegou, se quer falaram comigo. Meus representantes vieram como ‘pombo-correio’. Não sou de recados, ainda mais depois de tudo que fiz ainda tenho que esperar uma luta que venci? Achei um pouco desagradável”, disse.

(Crédito da foto: Reprodução/Instagram oficial do Anderson Silva)