Saiba mais sobre Ángel Hoyos, amigo de Messi e técnico da Bolívia

Crédito da imagem: Divulgação / Twitter oficial Federação Boliviana de Futebol - FBF

Ángel Guillermo Hoyos estará no banco de reservas da seleção da Bolívia, que nesta quinta (6) encara a seleção brasileira na Arena das Dunas, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Os bolivianos estão em oitavo lugar na classificação, com apenas sete pontos em oito jogos. A campanha inclui apenas duas vitórias (Venezuela e Peru), ambas na altitude de La Paz, um empate (0 a 0 com o Chile) e cinco derrotas (Uruguai, Equador, Paraguai, Colômbia, Argentina). O Torcedores.com apresenta abaixo alguns fatos sobre a vida de Ángel Guillermo Hoyos, o técnico da seleção.

1) Natural de Córdoba, é argentino como seis dos dez técnicos que disputam as eliminatórias sul-americanas. São eles: Edgardo Bauza (Argentina), Juan Antonio Pizzi (Chile), José Pékerman (Colômbia), Gustavo Quinteros (Equador) e Ricardo Gareca (Peru)

2) Começou a carreira nas categorias de base do Barcelona. Comandou os jovens de La Masia entre 2001 e 2006 e dentre eles estava Lionel Messi, que virou amigo após trabalharem juntos durante 2003 e 2005

3) Como jogador, Ángel Guillermo Hoyos atuou pelo Boca Juniors e também passou pelo Real Madrid B, além de times como Tolima-COL, Everton-CHI, Deportivo Táchira-VEN e Blooming-BOL

4) Substitui Julio César Baldivieso na Bolívia após o ex-jogador se desentender com nomes como o atacante Marcelo Moreno, um dos ídolos da seleção. É o primeiro país dirigido por ele, que antes trabalhou apenas em clubes da Argentina, Bolívia, EUA, Grécia e Chipre

5) Aos 53 anos, Ángel Guillermo Hoyos treinou em dois clubes bolivianos antes de assumir a seleção (Bolívar e Oriente Petrolero) e segundo informações da imprensa boliviana recebe cerca de 35 mil dólares por mês