Após polêmica, Pique anuncia que deixará a seleção da Espanha após a Copa de 2018

Pique
Getty Images

Neste domingo a Espanha enfrentou a Albânia em jogo válido pelas Eliminatórias para a Copa de 2018, e bastou um pequeno detalhe ser percebido para criar-se repercussões. Pique cortou as mangas da camisa que mostrava as cores da bandeira espanhola e “cansado” das polêmicas anunciou que deixará de servir o país após o Mundial da Rússia.

LEIA MAIS
JAMES RODRÍGUEZ RECEBE AMEAÇAS DE MORTE PELA INTERNET

Durante a partida, Pique foi visto com as mangas, que levam as cores da bandeira da Espanha, cortadas. Por jogar no Barcelona e ser defensor da independência da Catalunha a polêmica foi levantada novamente.

Questionado, Pique desabafou quanto a isso e afirmou que só não deixa a Espanha neste momento pelo projeto que o novo técnico, Julen Lopetegui, iniciou. Mas confirmou que após a Copa da Rússia, deixará a seleção.

“Isso cansa (polêmicas). O Mundial da Rússia vai ser meu último compromisso com a seleção, e espero poder superar tranquilo. Não é uma decisão de hoje. Eu tento dar o máximo sempre e acredito que não há nenhuma dúvida sobre isso. Há pessoas que consideram melhor eu não estar aqui. Estou empolgado com o projeto de Julen Lopetegui, por isso não vou deixá-lo hoje. Começamos juntos e vamos terminar juntos”, disse Pique.

Vale ressaltar que Sérgio Ramos, que joga pelo Real Madrid e é parceiro de zaga de Pique, também cortou as barras das mangas, mas nenhuma repercussão foi tida quanto ao defensor.

Em nota, a Real Federação Espanhola de Futebol saiu em defesa de Pique. Confira abaixo um trecho do comunicado:

“O jogador cortou as mangas com único objetivo de ter mais conforto, como outros jogadores já fizeram em várias ocasiões.

As injustas críticas para Gerard Piqué provocaram a reação do jogador, que declarou que deseja deixar a seleção espanhola após a Copa do Mundo da Rússia.”



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.