Eliminatórias: Argentina, Brasil e Uruguai duelam pela Liderança

Tite
Foto: Pedro Martins / MoWa Press

Seleções de tradição como Argentina, Brasil e Uruguai enfrentam Peru, Bolívia e Venezuela, respectivamente, pela 9ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Os rendimentos podem chegar a 2.413%.

Brasil e Bolívia se enfrentam às 21h45 na Arena das Dunas, em Natal (RN). Quais as chances do Brasil não conquistar os três pontos? Pouquíssimas! Seria uma grande zebra a seleção pentacampeã mundial não vencer a Bolívia, que está praticamente eliminada da Copa do Mundo.

Os números do Oddsshark.com/br confirmam esta hipótese: a vitória brasileira rende apenas 10%, ou seja, R$ 1,10 para cada R$ 1,00 apostado. Em caso de empate, já sobe para R$ 9,79. E se a Bolívia surpreender o planeta futebol, chegará a R$ 24,13.

Vale lembrar que o Brasil jamais perdeu para a Bolívia jogando em sua casa. Até hoje, foram 17 jogos com 15 vitórias da verde e amarela e dois empates. Em oito partidas disputadas até o momento pelas eliminatórias, o Brasil somou 15 pontos, contra sete de seu adversário. Na última vez que se encontraram, em partida amistosa disputada em Santa Cruz de la Sierra, o Brasil sapecou 4 a 0.

Isso tudo sem contar a sala de troféus das duas seleções: o Brasil tem cinco Copas do Mundo, oito Copas América, uma medalha de ouro olímpica e quatro Copas das Confederações, contra apenas uma Copa América conquistada pela La Verde.

Segundo matemáticos bolivianos, a seleção precisa conquistar 18 pontos nas próximas dez partidas para ir à Rússia em 2018. O atacante Marcelo Martins declarou que “é preciso jogar com a alma e que ela pode superar a técnica superior do adversário”. Já o técnico Ángel Guillermo Hoyos acredita que a seleção consiga jogar “com uma unidade maior, diferente de suas últimas apresentações”. A delegação deixou La Paz no final da tarde de quarta-feira e chegou à noite em Natal, onde fez o reconhecimento do gramado.

Enquanto isso, o técnico Tite deseja aproveitar o bom momento da seleção, o bom retrospecto de jogos em casa do Brasil e o apoio da torcida para derrotar a Bolívia e manter a seleção no rumo certo da classificação ao Mundial. O time deve adotar uma postura agressiva, pois acredita-se que a Bolívia virá bem fechada. Vencendo, o Brasil pode assumir a liderança da competição, caso o Uruguai tropece. Os times devem entrar em campo assim:

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho; Giuliano, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite.

Bolívia: Carlos Lampe; Edemir Rodríguez, Ronald Raldes, Edward Zenteno, Marvin Bejarano; Walter Flores, Christian Machado, Martin Smedberg, Juan Carlos Arce; Yasmani Duk y Marcelo Moreno Martins. Técnico: Ángel Guillermo Hoyos.

Uruguai defende a Liderança

Em oito rodadas disputadas até o momento, ninguém marcou mais pontos que o Uruguai: 16. Se vencer a Venezuela às 20h em Montevidéu, chegará aos 19 e manterá a liderança da competição. Com apenas dois pontos conquistados até aqui, a lanterninha da competição parece uma presa fácil.

Para o Oddsshark.com/br, R$ 10 aplicados na Celeste pagam R$ 13,10; contra R$ 103,20 da Vino Tino; e R$ 51,10 do empate. Apesar da diferença entre as equipes, o Uruguai entrará em campo alerta, pois seu adversário arrancou um inesperado empate com a Argentina na última rodada. Em caso de tropeço, a liderança pode mudar de mãos. As prováveis escalações são:

Uruguai: Muslera; Corujo, Godín, Coates e Silva; Sánchez, Ríos, Lodeiro e Rodríguez; Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

Venezuela: Hernández; Villanueva, Vizcarrondo, Velázquez e González; Rincón, Juanpi, Flores e Peñaranda; Rondón e Martínez. Técnico: Rafael Dudamel.

Argentina joga no Peru

A Argentina enfrenta o Peru às 23h15 no Estádio Nacional, de Lima. Se vencer, time alvi-anil é mais um dos que pode assumir a liderança após os jogos de hoje. Se não tivesse empatado com a fraca Venezuela, já teria chegado à primeira posição. A maior novidade da seleção é o retorno do craque Higuaín. O Peru está mal. Com apenas sete pontos ganhos, a seleção do técnico Ricardo Gareca tem novidades na defesa e meio-campo para tentar melhorar o time e somar mais pontos que ajudem a seleção a conseguir o milagre de uma classificação à Rússia 2018. Apesar do jogo ser no Peru, o prognóstico aponta os visitantes como favoritos: a cada R$ 100, a vitória peruana recompensa com R$ 381; mais do que a vitória argentina, R$ 201; e superior também ao empate, R$ 341. Os times estão definidos com:

Peru: Romero; Rodríguez, Corzo, Ramos e Trauco; Tapia, Yotún, Benavente e Cueva; Guerrero e Flores. Técnico: Ricardo Gareca.

Argentina: Romero, Zabaleta, Otamendi, Funes Mori e Rojo; Mascherano e Kranevitter; Dybala, Agüero e Di María; Higuaín. Técnico: Edgardo Bauza.

Jogo da Retomada em Quito

Às 18h00 em Quito, Equador e Chile jogam por uma recuperação nas eliminatórias. A seleção tricolor começou muito bem a campanha e ficou em primeiro lugar nas rodadas iniciais. O fôlego parece que acabou e o Equador caiu de rendimento passando a disputar o quarto lugar. Enquanto isso, a Roja, apesar de ser a atual bicampeã da Copa América, não conseguiu render o esperado neste campeonato e ocupa apenas o sétimo lugar, posição que a eliminaria do Mundial.

De acordo com as estatísticas do Oddsshark.com/br, a vitória equatoriana paga ao apostador R$ 2,17 para cada R$ 1,00 investido; ou R$ 3,35 se o triunfo for chileno; e bate na casa dos R$ 3,38 no caso da partida terminar empatada. Os titulares da partida desta quinta-feira são:

Equador: Domínguez; Paredes, Luis Caicedo, Mina e Pineida; Noboa, António Valencia, Oyola e Martínez; Enner Valencia e Felipe Caicedo. Técnico: Gustavo Quinteros.

Chile: Bravo: Isla, Jara, Roco e Mena; Díaz, Aránguiz e Vidal; Sánchez, Vargas e Beausejour. Técnico: Juan António Pizzi.

 

Bom Jogo em Assunção

O confronto entre Paraguai e Colômbia está marcado para as 20h30 em Assunção, no tradicional Estádio Defensores del Chaco. Há um equilíbrio nesta partida segundo o portal Oddsshark.com/br. O investimento no time da casa rende R$ 27,80 para cada R$ 10; enquanto que o time visitante paga um pouco menos, R$ 26,30; e se for arriscar, tente o empate, que dará R$ 31,80. Até o momento, os colombianos somaram 13 pontos, um a mais que os paraguaios. O time da casa entra em campo completo. No entanto, seu adversário não conta com James Rodríguez, machucado. Seu substituto é Cardona.

Paraguai: Villar; Moreira, Gómez, Da Silva e Candía; Ayala, Rojas, Riveros e Romero; Lezcano e Benítez. Técnico: Francisco Arce.

Colômbia: Ospina; Arias, Oscar Murillo, Jeison Murillo e Díaz; Pérez, Sánchez, Torres e Cardona; Muriel e Bacca. Técnico: José Pekerman.

 

9a Rodada

5a Feira, 06 de Outubro:

(R$ 2,17) Equador x Chile (R$ 3,38) (Empate R$ 3,35)

(R$ 1,31) Uruguai x Venezuela (R$ 10,32) (Empate R$ 5,11)

(R$ 2,78) Paraguai x Colômbia (R$ 2,63) (Empate R$ 3,18)

(R$ 1,10) Brasil x Bolívia (R$ 24,13) (Empate R$ 9,79)

(R$ 3,81) Peru x Argentina (R$ 2,01) (Empate R$ 3,41)

 

Classificação

1o Uruguai – 16

2o Argentina e Brasil – 15

4o Colômbia e Equador – 13

6o Paraguai – 12

7o Chile – 11

8o Bolívia e Peru – 7

10o Venezuela – 2