Atual capitão da Raposa, Henrique divide faixa com colegas e convoca a torcida

Reprodução

Após a contusão do goleiro Fábio, que fica de fora dos gramados até o próximo ano, o novo “dono da faixa” do Cruzeiro é o volante Henrique. Segundo “mais velho” da casa, ficando atrás apenas do próprio goleiro Fábio, o capitão, no entanto, não se restringe a ficar na liderança do grupo sozinho.

LEIA MAIS

Cruzeiro: como a vitória sobre a Ponte Preta é importante

Mercado da Bola 2016: Peça importante do Cruzeiro diz não ter conversa sobre renovação

Compartilhando o bom momento com os companheiros de elenco, o meia ressalta a importância da união em um elenco.

“É gratificante para mim, porque mostra não somente o Henrique dentro de campo, mas também o caráter que eu tenho fora dele. Procuro sempre ser justo e honesto. Fico feliz por passar isso aos companheiros e ao Mano. É importante ter este reconhecimento dentro do grupo. Um líder não é líder sozinho, são várias as pessoas que o ajudam. E quem me ajuda são os próprios jogadores, que têm me abraçado. Todos estão unidos e sempre juntos. Isso é um fator muito importante para o momento e fundamental para o crescimento da nossa equipe”, disse.

Ele destacou ainda o fato de que a rodada foi boa para a Raposa, que pode saltar até cinco posições se vencer a Ponte, neste sábado, no Mineirão. No entanto, não deixou de citar a importância que o jogo tem, pois caso perca, pode afundar ainda mais o time na Zona de rebaixamento do Campeonato.

“Semana boa para corrigirmos aquilo que não dá tempo de se corrigir em outros momentos e melhorar o que vem sendo bem feito. É uma semana que dá para trabalhar muitas coisas, para que se possa aperfeiçoar em busca de uma continuidade, muito proveitosa em diversos aspectos. Independente da circunstância, trabalho intensamente, me dedico ao máximo, porque no futebol não podemos relaxar. E nosso grupo tem trabalhado intensamente”, pontuou.

O capitão aproveitou para chamar a torcida para o duelo de suma importância para a equipe e demonstrou a importância de se ter a casa cheia nos próximos dez jogos.

“O torcedor sabe da responsabilidade, da importância que esse jogo tem para nós. Eles estão sempre conosco, nos apoiando e incentivando. É o momento de estarmos juntos, todos unidos, para que possamos fazer um trabalho bem feito e buscar vencer. Faltam dez jogos e, neste momento, todos são decisivos”, convocou.

Crédito da imagem: Divulgação/ Washington Alves/ Light Press/ Cruzeiro



Jornalista e imparcialmente cruzeirense.