Bolaños tem caso semelhante a ex-gremista e pode passar por cirurgia no final do ano

Bolaños
Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Afastado dos gramados desde a goleada sofrida para a Ponte Preta (3 a 0), no Moisés Lucarelli, o atacante Miller Bolaños não deve estar à disposição do técnico Renato Gaúcho para o jogo do Grêmio contra o Atlético-PR, na próxima quinta-feira, na Arena. O equatoriano ainda sofre de pubalgia e não está descartada uma cirurgia no final da temporada.

LEIA MAIS:
Veja cinco opções de centroavantes para o Grêmio em 2017 
Grêmio já pensa em reforçar o ataque como prioridade para 2017

Em setembro, Bolaños passou por procedimento cirúrgico na mandíbula para a retirada de um dos seis parafusos que foram implantados na região após pancada no clássico Gre-Nal, em março. Um dente do siso também foi extraído, segundo relato do diretor médico do clube tricolor, Saúl Berdichevski, em entrevista à Rádio Guaíba.

Por enquanto, o tratamento não prevê cirurgia, semelhante ao caso do meia Giuliano, em 2014. Contudo, o ex-gremista não conseguiu se recuperar das dores e ao final daquela temporada foi submetido a cirurgia no púbis. O procedimento foi considerado sucesso e ele voltou zerado no ano seguinte, sendo um dos responsáveis por levar o time a uma honrosa terceira colocação no Brasileirão após um início de campeonato conturbado que ocasionou o pedido de demissão do técnico Felipão.

Contratação mais cara do Grêmio nesta temporada, o atacante Bolaños disputou até o momento 19 partidas – todas sob o comando de Roger Machado e marcou quatro gols. Ele tem contrato com o Tricolor por três temporadas e custou R$ 20 milhões aos cofres tricolores.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)