Brasileiros passam para a terceira fase do Circuito Mundial de Surf

Reprodução/Facebook Oficial World Surf League

No Circuito Mundial de Surf, o Brasil teve representantes que fizeram a lição de casa. Aconteceu na França a 9º etapa das 11 que ainda restam. O circuito já andou pelo Brasil, EUA e África do Sul. Somente o continente asiático não receberá o evento.

LEIA MAIS:
PRIMEIRO SURF PARK PÚBLICO DOS EUA SERÁ INAUGURADO EM AUSTIN
SOPHIA MEDINA: CONHEÇA A “MENINA-PRODÍGIO” DO SURF NACIONAL

Entre os 36 surfistas, dez brasileiros disputaram a primeira fase, que não é de caráter eliminatória, mas classificatório. Gabriel Medina, Adriano Souza, Miguel Pupo, Ítalo Ferreira e Caio Ibelli já conseguiram a vaga para a terceira fase da competição.

Outros cinco brasileiros ficaram para a repescagem (2ª fase), Filipe Toledo e Alex Ribeiro – que disputarão na mesma bateria -, Alejo Muniz, Wiggolly Dantas e Jadson André. Nessa repescagem o grande Kelly Slater também participará, o americano não conseguiu superar seus adversários Keanu Asing (HAV) e Kai Otton (AUS).

Essa terceira fase terá 24 surfistas divididos em 12 baterias, dois em cada uma delas. Quem vencer já está garantido para a 4ª fase. Para os eliminados caberá se contentar com o 13º lugar.

A retrospectiva dos ganhadores favorece o Brasil. Em 2015, o vencedor foi Adriano Souza. Em 2014, Gabriel Medina. Os dois surfistas parecem seguir a mesma onda dos anos anteriores.