Corinthians e Atlético-MG empatam em Itaquera pelo Brasileirão

Corinthians
Foto: Divulgação/Site Oficial Corinthians

Corinthians e Atlético-MG jogaram em São Paulo na noite de quarta-feira, partida valida pela 29ª rodada do Brasileirão 2016. As duas equipes entraram em campo com intenções um pouco diferentes – o Timão queria entrar para o recém criado G6. Já o Galo queria se aproximar do líder Palmeiras.

LEIA MAIS:
MARCELO OLIVEIRA TERÁ DOIS PROBLEMAS CERTOS PARA JOGO CONTRA O AMÉRICA-MG
DEFESA DO PALMEIRAS MARCOU MAIS GOLS QUE ATAQUE DO CORINTHIANS

O Corinthians hoje com 42 pontos é o oitavo colocado do campeonato, e viu o G6 ficar três pontos mais distante. Se tivesse vencido, teria praticamente entrado na zona da Libertadores, pois o sexto é o Atlético-PR, que tem 45 pontos – que seria a mesma pontuação se o timão vencesse a partida.

O Corinthians, que vinha de três derrotas consecutivas, teve a oportunidade de vencer e acabar com uma fase que já beira o horrível, mas não conseguiu vencer mesmo tendo boas chances de marcar o gol, e a partida terminou 0 a 0.

O próximo jogo do Timão será contra o Santa Cruz, dia 12, na Arena Pantanal, às 21h45.

Já o Atlético-MG precisava dos pontos para manter o líder no seu raio de alcance, e com o empate viu o o Palmeiras ficar 4 pontos a sua frente – nada que não possa ser tirado desde que o Verdão vacile e o Galo vença suas partidas.

O Atlético-MG tem 53 pontos e sonha com o titulo do Brasileirão, mas contra o Timão fez uma partida abaixo da média que vinha fazendo. Com poucas oportunidades, não foi o mesmo time agressivo de sempre, e agora terá de correr atrás do prejuízo. Sua próxima partida será dia 13 contra o América-MG, no Mineirão, às 19h30.

O Corinthians entrou em campo com:

Walter, Léo Principe, Yago, Balbuena, Guilherme Arana, Camacho, Marlone, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Gustavo – Técnico Fábio Carille.

O Atlético-MG entrou com:

Victor, Carlos Cesar, Gabriel, Leonardo Silva, Fábio Santos, Leandro Donizete, Lucas Cândido, Hyuri, Robinho, Fred e Clayton – Técnico Marcelo Oliveira.