Cruzeiro x Grêmio: Saiba o que está em jogo para o Alviceleste

Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Cruzeiro

Nesta quarta-feira, ás 21h45 o Cruzeiro recebe o Grêmio pelo jogo de ida da semi final da Copa do Brasil, a partida acontece no Mineirão. Como o time foi mal no Campeonato Mineiro, no Brasileirão a competição inteira brigou contra o rebaixamento, vencer o torneio de mata-mata é a chance de salvar o ano e de quebra garantir uma vaga para Libertadores de 2017.

Leia mais:

CRUZEIRO X GRÊMIO: COM HENRIQUE, VEJA A LISTA DE RELACIONADOS DA RAPOSA

O jogo entre Cruzeiro e Grêmio terá casa cheia, mais de 50 mil ingressos foram vendidos. A última vez que a Raposa venceu a Copa do Brasil foi no ano de 2003, portanto faz 13 anos que a equipe não ganha o torneio.Um dado que deve animar os cruzeirenses é que nos confrontos de mata-mata diante do Imortal, o Alviceleste sempre saiu classificado, portanto nunca foi eliminado pelo Tricolor Gaúcho.

Rafinha que diante do Corinthians, na semana passada, machucou o músculo posterior da coxa esquerda está fora do confronto, no seu lugar entra o meia De Arrasceta, no mais deve ser a mesma equipe que vem atuando nos últimos jogos. Além disso Mano Menezes não pode contar com Ezequiel e Bryan, por já ter atuado na Copa do Brasil, por outros times, sem contar que Élber, Fábio e Dedé, machucados, também são desfalques.

“Com relação à prioridade, a primeira é ter uma vantagem; a segunda é ter uma vantagem maior; a terceira é vencer sem sofrer gols em casa. Não podemos inverter a ordem das coisas. Ganhar é muito bom, mas há diferenciação nas vitórias. Tenho certeza que se nos comportarmos bem aqui, iremos nos comportar bem lá”, disse Mano Menezes, sobre o duelo com o Grêmio, pela Copa do Brasil.

CRUZEIRO X GRÊMIO

Motivo:

partida de ida da semi final da Copa do Brasil

Local:

Mineirão

Horário:

21:45 (horário de Brasília)

Arbitragem:

Pericles Bassols (FIFA/PE), auxiliados por Nadine Câmara (FIFA/SC) e Kleber Gil (FIFA/SC)

CRUZEIRO:

Rafael; Lucas, Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Romero, Robinho, Arrascaeta e Sóbis; Ramón Ábila.

Técnico:

Mano Menezes.



Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.