Cuca comenta confusão com Rafael Marques, explica braçadeira de Dudu e analisa reta final do Brasileirão

Crédito da foto: Divulgação/ César Greco/ Ag. Palmeiras

Com a vitória por 3×2 no Recife contra o Santa Cruz, o Palmeiras, que contou com o empate do Flamengo com o São Paulo, abriu três pontos em relação aos cariocas na liderança do Brasileirão. Em entrevista à Rádio Bradesco, nesta quarta-feira (05), o técnico Cuca considerou que esta vantagem é ainda perigosa e aproveitou para minimizar uma confusão surgida entre ele e o atacante Rafael Marques, além de rumores de sua volta ao futebol Chinês.

LEIA MAIS:

CUCA REVELA QUE TRABALHA COM NÚMEROS E COMENTA MUDANÇAS NA LIBERTADORES: “TOMARA QUE TENHA MUDADO PARA MELHOR”

“AQUELE PASSE SÓ ELE TEM” ENALTECE CUCA, APÓS ASSISTÊNCIA DE CLEITON XAVIER; REVEJA O LANCE

“Eu dei uma segurada (de falar coisas para a mídia), porque é muita coisa que vem em cima. É contrato de cima, problema de briga com Rafael Marques, é uma série de coisas que aparece com dimensão maior que ocorre, se é que ocorre. Jamais faria pré-contrato antes de falar com diretor em qualquer lugar. Eu não sou de fazer sacanagem. Eu não tenho contrato com ninguém e não pretendo ter. Quero dirigir a energia na reta final do campeonato. Não adianta eu perder energia que eu possa gastar nos jogos finais. Vamos filtrar o máximo possível e quanto menos exposição que tivermos é melhor” afirmou Cuca.

A confusão entre o treinador e Rafael Marques aconteceu depois da vitória alviverde contra o Coritiba, dia 27 de setembro, quando o jogador não teria gostado do tom imposto por Cuca para cobrar o elenco.

A respeito da liderança do Campeonato Brasileiro e a atual diferença de três para o Flamengo, o técnico palmeirense destacou que a equipe não pode deixar ‘a bola cair’ na reta final da competição.

“Estamos edificando uma obra que ainda faltam 10 andares. Por que fazer diferente? Tem que continuar fazendo a mesma coisa e procurar administrar se acontecer algo, são 10 jornadas que ainda temos. O segundo turno está melhor, temos 3 pontos a frente do segundo colocado, que não é grande vantagem, mas é uma vantagem” falou Cuca.

Uma decisão tomada nesta temporada pelo comandante do Palmeiras foi alterar o capitão da equipe, função até então desempenhada pelo lateral-esquerdo/meio-campo Zé Roberto.

“Acho que foi sacada minha colocar o Dudu de capitão. O meu capitão, o Zé Roberto, não precisa de braçadeira para ser capitão, ele já tem isso como característica, e quando conversei com o Zé sobre isso, ele foi de acordo. Quando eu fiz isso com o Dudu ele ficou muito mais responsável” explicou Cuca.

Confira ainda:

CUCA ELOGIA ZÉ ROBERTO: “É UMA FELICIDADE TÊ-LO COMO JOGADOR”

CUCA EXALTA MAIS UMA BOA ATUAÇÃO DOS RESERVAS E AFIRMA: “CONHEÇO O ELENCO QUE TENHO”



Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.