Danilo Fernandes: “Só deixo de jogar pelo Inter se estiver no hospital”

Danilo
Foto: Ricardo Duarte/Inter

Herói do Inter na vitória dramática sobre o Coritiba nesta quinta-feira, Danilo Fernandes resumiu o seu sentimento após o jogo em uma emblemática frase: “Só não jogo pelo Inter no dia em que estiver no hospital”. Para estar em campo contra o Coxa, ele superou um nariz quebrado no duelo anterior contra o Figueirense, dores no ombro e na coxa. Como se não bastasse, fez um milagre em um cabeceio no segundo tempo e pegou um pênalti de Juan.

LEIA MAIS:

Sincero, Valdívia admite que se jogou em lance que deu a vitória ao Inter

A defesa na penalidade máxima recolocou o Inter no jogo e incendiou o Beira-Rio, que esteve apoiado por mais de 35 mil colorados. Aos 42 minutos do segundo tempo, Danilo viu Valdívia sofrer pênalti e Vitinho converter o gol da heroica vitória colorada, que mantém viva as esperanças na briga contra o rebaixamento.

“Quando saiu o pênalti eu estava muito confiante. A gente trabalha muito e se dedica demais. Tem todo um staff que nos ajuda e que passa coisas para a gente, imagens, vídeos. Eu estudei ele (Juan) hoje e fui feliz na defesa”, destacou o goleiro colorado.

Com a vitória, o Inter chegou aos 33 pontos na tabela e momentaneamente deixou a zona de rebaixamento. Para seguir fora do Z4 ao término da rodada, os gaúchos precisam de um tropeço do Figueirense diante do Botafogo, em Santa Catarina, no domingo, e de uma vitória da Ponte Preta sobre o Cruzeiro, no Mineirão, no sábado.

O Inter agora tem praticamente uma semana para trabalhar e focar no próximo jogo pelo Brasileirão. O próximo compromisso da equipe colorada é na próxima quarta-feira, dia 12, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro. Celso Roth terá o retorno de Paulão, mas perdeu Ernando suspenso. O fato é que, no gol, ele sabe com quem pode contar.

Veja a emocionada entrevista de Danilo Fernandes:

 

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.