Dourado critica postura de Edílson após Gre-Nal: “Respeito vem de casa”

Dourado
Foto: Reprodução/TV - Premiere

Após a derrota colorada por 2×1 em casa para o Atlético-MG, na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil, o volante Rodrigo Dourado atendeu os jornalistas e não fugiu da grande polêmica do Gre-Nal 411, no último domingo, pelo Brasileirão. Expulso no clássico, o jogador do Inter voltou a cobrar punição ao gremista Edílson, que o agrediu com socos no meio de uma confusão iniciada depois de uma falta de Kannemann em Valdívia.

LEIA MAIS:

Grêmio completa 10 anos sem perder Gre-Nal em casa no Brasileirão

É o amor! Gremista pede colorada em casamento no intervalo do Gre-Nal

Dourado aproveitou a ocasião para garantir que está tranquilo com os desdobramentos desse caso. Mas, ao mesmo tempo, lamentou a postura de Edílson em se negar a pedir desculpas, sob a alegação de que “não é amigo” do volante colorado.

“Não tenho muito o que falar. Vocês viram o que ocorreu. Estou tranquilo. Espero que ele seja punido, assim como o árbitro. Ele disse que não é meu amigo. Mesmo não sendo, podia ter respeito e educação para pedir desculpas. Estou tranquilo e focado no meu clube. Vai de cada ser humano. Respeito vem de casa. Ele não quis pedir, estou tranquilo”, disse Dourado.

Na última segunda-feira, um dia depois do polêmico Gre-Nal, Edílson concedeu entrevista coletiva e admitiu as agressões, mas disse que elas partiram como revide. Dourado, por sua vez, negou que tenha acertado algum jogador do Grêmio.

“Você acha que eu dei? As imagens dizem. Entrei na frente do Vitinho. Foram machucá-lo. Depois, ele me agrediu de costas. É de cada um”, explicou o volante.

Como foi expulso pelo árbitro alagoano Francisco Nascimento no Gre-Nal, Rodrigo Dourado é desfalque garantido do Inter na próxima rodada do Brasileirão. No sábado, o time gaúcho recebe o Santa Cruz, no Beira-Rio. O volante deve voltar ao time na quarta-feira que vem, quando ocorre a decisão da vaga na final da Copa do Brasil contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. O Galo tem a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 2×1.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.