Camisa 9 da seleção brasileira, Gabriel Jesus foi o último jogador a se apresentar para a seleção do técnico Tite. Ele esteva disputando uma partida do Brasileirão com o Palmeiras, líder da competição e chegou na última terça-feira.

Ao chegar, foi avaliado pela comissão técnica e departamento médico do Brasil. Como havia jogado os 90 minutos de Santa Cruz 2×3 Palmeiras, era natural que houvesse uma precaução e ele participou do treinamento da seleção com uma intensidade inferior. Esteve no treinamento tático e deve ir para a Arena das Dunas jogar Brasil x Bolívia.

Em entrevista para a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Jesus admitiu que o jogo de segunda o deixou cansado para o treinamento de terça, mas que não afetou seu desempenho:

“Claro que existe um cansaço por conta do jogo, mas foi um treino tranquilo, deu para participar tranquilamente. Foi muito importante para já entrar novamente no esquema de jogo e acelerar o entrosamento novamente.”

Gabriel é um dos mais importantes jogadores do Palmeiras. É o artilheiro do Campeonato Brasileiro e já mostra sua importância para a seleção do Brasil. Mesmo empolgado com a chance de ser campeão a competição que o Verdão não conquista desde 1994, Jesus garante que está concentrado em seu trabalho na seleção:

“Não tem como ser diferente. Tem de virar a chave. Estar aqui é meu sonho e consigo diferenciar bem cada momento. Agora é focar na Bolívia. Não será um jogo fácil e precisamos muito desta vitória.”