Itália reage e arranca empate no fim com a Espanha

Foto: Reprodução/Site oficial da UEFA

A Itália mostrou que peleia quem não está morto. A Azzurra perdia para a Espanha até os 37 minutos do segundo tempo e parecia entregue. Porém, com um pênalti convertido por De Rossi, a seleção comandada por Giampiero Ventura chegou ao empate e por pouco não virou a partida no Juventus Stadium, válida pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

LEIA MAIS

Brasil x Bolívia: Lembre cinco jogos históricos entre as seleções

O jogo começou da maneira que se esperava: a Espanha dominando a posse da bola enquanto a Itália se fechava atrás, esperando uma chance para sair no contra-ataque. Porém, nos primeiros 45 minutos, essa chance não apareceu. Os donos da casa passaram o primeiro tempo inteiro sem finalizar. Já a Fúria trocava muitos passes na intermediária ofensiva, buscando um espaço pelo meio da zaga. A equipe espanhola chegou com perigo em duas tabelas com participação de David Silva. Na primeira, Iniesta bateu da entrada da área para defesa tranquila de Buffon. Depois, Diego Costa tentou finalizar, mas bateu prensado.

Pouco a pouco os espanhóis mudaram sua principal arma e assustaram duas vezes com Piqué pelo alto. Ainda no primeiro tempo, os dois treinadores foram obrigados a mexer por conta de lesões: o lateral esquerdo Jordi Alba foi substituído por Nacho e Montolivo teve que dar lugar a Bonaventura.O primeiro tempo terminou com amplo domínio espanhol. Porém, a Fúria não conseguiu traduzir par o placar esse domínio. Foram 72% de posse de bola e seis finalizações. E o time da península ibérica também não era incomodado. Prova da ineficiência ofensiva da Itália foi que seus dois atacantes, Pellè e Éder só tocaram nove vezes na bola cada um na primeira etapa.

O segundo tempo voltou da mesma maneira. E de tanto pressionar, a Espanha conseguiu chegar ao gol. Aos 10 minutos, Busquets fez lindo lançamento do círculo central para Vitolo. Buffon saiu para cortar a bola fora da área, furou e o atacante espanhol ficou com gol aberto para abrir o placar. Com a vantagem, a equipe de Julen Lopetegui tentou segurar a bola e manter a vantagem. Porém, duas substituições feitas por Ventura mudaram a partida. As entradas de Ciro Immobile e Andrea Belotti nos lugares de Graziano Pellè e Marco Parolo incendiaram o jogo. E, quando parecia que os italianos iriam sair de campo derrotados, Sérgio Ramos derrubou Éder dentro da área. O árbitro Félix Brych não ia marcar, mas foi alertado pelo seu auxiliar e apontou para a marca da cal. De Rossi cobrou sem chances para De Gea e empatou. Depois, a Itália ainda chegou a marcar de novo, mas foi marcada posição de impedimento de Immobile.

No final das contas, o resultado acabou justo. Como diz o filósofo, “futebol é bola na rede”. Apesar do domínio espanhol durante boa parte do jogo, a Espanha teve poucas chances reais de marcar. E a reação da Itália foi o suficiente para a Azzurra chegar à igualdade. Ambas as equipes estão empatadas na segunda posição, com quatro pontos após duas rodadas, atrás da Albânia, que venceu seus dois compromissos. No próximo domingo, a Itália enfrenta a Macedônia e a Espanha vai à Albânia enfrentar os líderes do Grupo G.