Jade Barbosa: Sinônimo de garra e superação

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial Jade Barbosa

A ginástica artística é um das modalidades em que mais exige concentração do atleta. Um simples erro e a ginasta pode sair da disputa pela medalha para a última posição da classificação. Por isso escolhi escrever sobre Jade Barbosa, uma ginasta brasileira que é sinônimo de superação. A insistência, a garra de Jade me fizeram fã dela.

LEIA MAIS:

Flavia Saraiva, a menina que nos encantou nos jogos Rio 2016
Amanda Nunes: cinturão que quebra preconceitos

Jade Barbosa me chamou atenção em 2008, quando ela caiu na prova de solo na final do individual geral, ficou com a quinta pior nota no aparelho e saiu chorando. A cena me comoveu. O atleta leva anos treinando e, em centésimos de segundo, vê todo treino ir por água abaixo.

Após Jade ter surgido como esperança da ginástica brasileira ao conquistar o ouro nos saltos nos Jogos Pan-Americanos, em 2007. Ela passou por queda e choro em 2008, ausência em 2012 e mais queda e choro em 2016, mas esses desafios não a fizeram desistir da ginástica artística.

Hoje com 25 anos, Jade Barbosa ainda pode superar mais uma queda e representar o Brasil na próxima Olimpíada, em 2020, em Tóquio, quando estará com 28 anos. A ginasta segue treinando para isso. E Jade, pode ter certeza, o Brasil torce por você.

#timebrasil🇧🇷 #miss 💙

A post shared by Jade Barbosa (@jade_barbosa) on