Jorginho comenta pressão em cima do elenco do Vasco: “A gente está acostumado. Basta vencer”

Vasco
Foto: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Há algumas semanas estava tudo tranquilo no Vasco. Na liderança da Série B, o Gigante da Colina parecia se encaminhar, tranquilamente, para o acesso à Série A e a conquista título do Brasileirão. No entanto, duas derrotas seguidas, contra Náutico e Paysandu (ambas fora de casa), fizeram com que a equipe caísse para a vice-liderança com um ponto a menos que o Atlético Goianiense.

LEIA MAIS:

VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO VASCO PARA ENFRENTAR O LONDRINA

VASCO X LONDRINA: SAIBA COMO ASSISTIR À PARTIDA AO VIVO NA TV

“A gente tem que entender que o momento é difícil por causa das derrotas. Vinhamos de dois resultados bons dentro do Brasileiro e tivemos um empate com o Santos (pela Copa do Brasil) jogando muito bem. Fizemos uma grande partida contra o Atlético-GO (vitória por 2×0 na 27ª rodada), mas a gente não pode se deixar levar pelas circunstâncias, pelo momento, achando que porque perdemos dois jogos a equipe não é mais a equipe consistente. A pressão vai existir. É sempre assim. Time grande perde dois, três jogos, não tem jeito. É sempre esse rumor que surge que é problema, que o treinador vai cair. A gente está acostumado. Basta vencer“, analisou Jorginho em entrevista coletiva nesta sexta-feira (07).

Devido aos dois últimos resultados negativos, o jogo deste sábado às 18h30min na Arena da Amazônia, contra o Londrina, está sendo tratado como uma partida muito importante. Se vencer e contar com um tropeço do Atlético-GO contra o Avaí (atual terceiro colocado), o Vasco espanta a pressão e retoma a liderança da série B.

“Uma final de campeonato. Temos que encarar desta forma. Todos os clubes que vem jogar contra a gente jogam desta forma. Estão jogando a vida deles. Não pode ser diferente. Nós temos que jogar assim. Tivemos a infelicidade de tomar um jogo muito rápido no segundo tempo (contra o Paysandu). A equipe fez um bom primeiro tempo, merecia a vitória, com o golaço (do Éderson). Precisamos entrar ligados em todos os momentos para a gente aumentar a diferença”, afirmou Jorginho.



Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.