Imprensa espanhola exalta atuação de Neymar em goleada sobre a Bolívia

Foto: Reprodução/Marca.com

Com um gol e duas assistências, o atacante Neymar foi o grande destaque da seleção brasileira na goleada sobre a Bolívia (5 a 0) na noite da última quinta-feira, na Arena das Dunas, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018. Jornais espanhóis enalteceram mais uma grande atuação do craque brasileiro, que chegou ao 300º gol em sete anos de carreira.

LEIA MAIS:
Em gafe, Galvão lembra de meia boliviano que nem participou de título do Santo André em 2004 

“Neymar baila em campo minado”, destacou o Diário Marca em sua capa. “Se Luis Enrique (técnico do Barcelona) ficou acordado para ver Neymar no Brasil-Bolívia, ele iria sentir como a mãe de um campeão de boxe. Orgulhoso do desempenho de seu pupilo, com o coração pulsando em cada enfrentamento com os rivais. Ney dançou em um campo de minas no qual gostou tanto que acabou pisando em uma”, introduziu o jornalista responsável pela crônica.

“5-0. Neymar dá uma “mãozinha” ao Brasil contra a Bolívia”, publicou o site Mundo Deportivo. O massacre brasileiro começou aos 11 minutos de jogo com Neymar fazendo o primeiro gol do time de Tite. A Bolívia não levantava a cabeça e Neymar começava a se divertir com a bola nos pés, algo que incendiou a zaga visitante, muito agressiva contra o camisa 10 do Brasil. Neymar se queixou e várias entradas no centro do campo, mas não se esqueceu do objetivo principal: seguir liderando a goleada de sua equipe com dribles e mais duas assistências”, descreveu. No final, o site destacou que Neymar foi alvo de uma cotovelada brutal de Duk e foi substituído por precaução após o seu rosto sangrar.

O jornal As foi mais contido em sua capa, mas em reportagem destacou a importância do brasileiro. “Neymar foi peça fundamental em quatro dos cinco gols. O novo Brasil de Tite teve outra atuação irrepreensível, desta vez contra a equipe boliviana atordoada com a qualidade da seleção canarinha. O atacante do Barcelona arrasou a defesa boliviana, que só pôde pará-lo com botinadas”, descreveu.

Neymar recebeu o segundo cartão amarelo após discussão contra atleta boliviano ainda no primeiro tempo e será desfalque no próximo jogo do Brasil contra a Venezuela, na próxima terça-feira (11), em Mérida.

 

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)