Análise de José Mourinho no Manchester United

Publicação / Twitter / Manchester United

Antes de José Mourinho assumir o comando do Manchester United, as especulações na Europa já davam como “certa” a sua contratação pelo time inglês, a euforia por parte dos torcedores em trazer um grande nome seria o ponto de partida para voltar a conquistar títulos. Não era pra menos, Mourinho é atualmente uns dos treinadores mais vitoriosos e fez uma bela carreira em outro clube inglês, o Chelsea.

LEIA MAIS:

Ibrahimovic 35 anos: confira 35 vezes que o sueco mitou nos gramados

Estrelas do Arsenal pedem salários de cerca de 4 milhões por mês

Um dia antes do anúncio oficial pelo clube, o ex-zagueiro e agora comentarista esportivo, Rio Ferdinand, postou uma foto nas redes sociais desejando as boas vindas ao Special One e, “confirmando as especulações”. “Parabéns a José Mourinho por ser contratado como técnico do maior clube do mundo. Esse será seu maior e mais desafiador trabalho até hoje”. Escreveu em sua conta no Facebook.

Até que na sexta-feira dia 27 de maio José Mourinho é anunciado oficialmente pelo clube, com ele, à esperança de uma temporada vencedora. A expectativa aumenta com o passar dos dias e com os anúncios das contratações, quatro reforços de peso: Zlatan Ibrahimovic, Eric Bailly, Henrikh Mkhitaeyan e Paul Pogba. Foram gastos mais de 185 milhões de euros, Pogba volta ao clube que o formou como a maior contratação da história do futebol, 105 milhões de euros pagos à Juventus, expectativa novamente nas alturas.

Tudo o que envolvia o Manchester de Mourinho se resumia a uma excelente temporada, todos os adereços necessários para uma equipe vencedora estava diante dos adeptos dos Red Devils: treinador de renome e ótimas contratações.

Mas o início de temporada não está sendo como se esperava. O time até o momento não correspondeu, está com dificuldades de impor seu jogo, além disso, perdeu o clássico para o Manchester City em seus domínios, como se não bastasse, o treinador da equipe adversária é seu algoz desde os tempos de Real Madrid e Barcelona, Pep Guardiola.

Com o encerramento das sete primeiras rodadas da Premier League, José Mourinho e seu time tem oscilando, até o momento está com aproveitamento de 61,9%, somando 4 vitórias, 1 empate e 2 derrotas, contra um aproveitamento de 81,0% do líder da competição: Manchester City. Fazendo outros comparativos, o United fez menos gols (13) e levou mais (8) do que o time de Guardiola, que soma 18 gols e levou 7.

Atualmente ocupando a 6° colocação na tabela e precisando de melhores resultados, sendo que nos últimos 15 pontos disputados conquistou menos da metade, apenas 7, terá um adversário muito difícil a ser batido, o Liverpool. O jogo está marcado para ser disputado em Anfild, em uma segunda-feira dia 17 de outubro – após a data FIFA – às 17:00 horário de Brasília. Será um jogo para mostrar a que veio no campeonato e tentar apagar o fiasco que foi a temporada 2015/2016 tanto para o treinador quanto para o clube.