New Orleans Pelicans: Um pelicano solitário

Foto/Reprodução: Instagram @pelicansnba

A última temporada começou cheia de expectativas para o torcedor de New Orleans. Na temporada anterior, o time havia chegado aos playoffs, com grandes atuações de Anthony Davis, e a expectativa era de repetir o feito. Nas previsões dos especialistas norte-americanos, a expectativa era que os Pelicans ficassem entre 6º-8º lugar na Conferência Oeste. O começo foi desastroso, perdendo 11 dos primeiros 12 jogos, só conseguindo uma vitória após seis jogos. Davis teve ótimas médias, com 24.3 pontos e 10.3 rebotes por jogo, mas não teve a ajuda necessária para chegar aos playoffs, ficando apenas em 12º lugar.

LEIA MAIS: NEW YORK KNICKS: UM SUPER-TIME, OU MAIS UM “TITAKNICKS”?
                   MINNESOTA TIMBERWOLVES: TOWNS SENTINDO ESSE CHEIRINHO?

Nessa pré-temporada, os Pelicans não foram muito agressivos, e foram bem discretos nas contratações. Lance Stephenson chega em seu quarto time em um espaço de dois anos, e espera voltar ao nível jogado em Indiana, na temporada 13-14. A chegada de maior destaque vem pelo draft, com o ala-armador Buddy Hield. O jovem de 22 anos teve médias de 25 pontos e 5.7 rebotes por jogo na universidade de Oklahoma. Draftado na 6ª escolha, o jogador teve destaque nas duas partidas de pré-temporada até agora, marcando 19 pontos na vitória sobre os Mavericks, e 18 na derrota contra os Pacers. A maior perda fica por conta da saída do ala-pivô Ryan Anderson, para Houston. Jrue Holiday, armador do time, também perderá o início da temporada, mas por uma causa nobre: sua esposa, a bi-campeã olímpica de futebol pelos Estados Unidos, Lauren Holiday, se encontra com um tumor no cérebro. Para piorar, esse câncer foi diagnosticado durante sua gravidez. Holiday ficará fora por tempo indeterminado, pois a cirurgia de sua esposa só poderá ser realizada após o parto. O quinteto titular dos Pelicans deve ser formado por: Tim Frazier/Jrue Holiday, Buddy Hield, Tyreke Evans, Anthony Davis e Omer Asik.

Anthony Davis

O cara da franquia, Anthony Davis já é um dos jogadores mais dominantes da liga com apenas 23 anos, e ainda tem muito a melhorar. Na temporada passada, Davis implementou a bola de três em seu arsenal, e subiu de 8% para 32% de aproveitamento (seus números subiram de 1-12 para 35-108 na temporada). Entretanto, ficar sempre saudável é um desafio para ele, já que o jogador nunca jogou mais de 68 jogos em uma única temporada. Conseguindo jogar todos os 82 jogos, e com um time bem montado ao seu dispor, Anthony Davis é forte candidato à briga pelo MVP.

Uma andorinha só não faz verão

Assim como o ditado, um Anthony Davis só não faz playoffs. O time depende totalmente dele, e isso quase sempre acaba mal. Após as saídas de Ryan Anderson e Eric Gordon, ambos para Houston, e com o drama familiar envolvendo Jrue Holiday, o poder ofensivo do time se resume à Anthony Davis e Tyreke Evans. Buddy Hield ainda é uma incógnita, mas se mantiver suas médias da pré-temporada, será um jogador importante na equipe. Lance Stephenson é outro que não dá pra confiar muito, mas pode ser bastante útil nesse time. Mas ainda é pouco para sonhar com playoffs.

Trocas

Como tudo pode ficar pior, Tyreke Evans e Jrue Holiday só têm mais um ano de contrato. Ou seja, ano que vem pode ser Anthony Davis contra a NBA. Evans e Holiday representam 21 milhões de dólares anuais, e caso eles não pensem em renovar para o próximo ano, trocas serão uma boa saída. Outros bons jogadores serão agentes livres na próxima temporada, e podem ser alvos de trocas. Entre eles: Steven Adams, Greg Monroe, Rudy Gay e Nikola Mirotic.

A expectativa é que o time fique em 10º na Conferência Oeste, e 21º no geral. Seria absurdo pensar em brigar pela 8ª vaga? Embora eu ache que faltem jogadores nesse time, eu nunca duvidaria de Anthony Davis. Caso ele venha para uma temporada de 82 jogos, eu não acho impossível. Além de Davis, Hield pode ser uma grata surpresa. Caso Holiday não fique muito tempo fora, o time pode vir a ser bem equilibrado. O fraco banco pode ser um problema. Por isso, acho que o time pode sim brigar pela 8ª vaga, mas eu acho mais sensato apostar em um 10º lugar mesmo.