Neymar será o melhor jogador da história do Brasil depois de Pelé, prevê Tostão

Brasil x Colômbia
Crédito da Foto: Divulgação/Twitter da CBF

Um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro, o ex-atacante Tostão, campeão da Copa do Mundo de 70 pela seleção brasileira concedeu uma esclarecedora entrevista ao jornal espanhol El País e discorreu sobre o futebol nacional e mundial. O ex-craque deixou clara a sua admiração por Neymar e previu que o atacante será o melhor jogador da história do futebol brasileiro depois de Pelé.

LEIA MAIS:
Cartão forçado? Suspensão de Neymar contra a Venezuela divide opiniões na web 
Ronaldinho Gaúcho revela propostas do Brasil e exterior para pendurar as chuteiras 

“Não sei (se ele será o melhor jogador do mundo). Mas não cabe dúvida de que é um fenômeno, um jogador espetacular. Faz muito bem o que todo atacante tem que fazer. Chuta bem, se esquiva bem, é inteligente. Passa bem, sabe bater faltas e é veloz. Não é o melhor, mas tem muitas possibilidades de se tornar o segundo melhor jogador da história do futebol brasileiro, somente atrás de Pelé”, disse Tostão.

Para o ex-atacante, Neymar é superior a Ronaldo e Romário, dois ex-craques brasileiros que já foram eleitos melhores jogadores do mundo pela Fifa. Contudo, Tostão fez algumas críticas ao atual atacante do Barcelona e da seleção brasileira.

“Sim (é melhor que Romário e Ronaldo), porque é completo, faz de tudo. Romário e Ronaldo faziam coisas mais específicas. Neymar é como Messi, faz de tudo durante uma partida. Não é o melhor jogador do mundo porque está na mesma época de Messi e Cristiano Ronaldo. Houve jogadores que foram os melhores do mundo, como Rivaldo, Figo e Kaká, mas Neymar está acima deles. É claro que ele precisa melhorar algumas coisas. Ainda segue muito irritado em campo, força muitas faltas e as vezes provoca brigas com os adversários. Mas os seus números são impressionantes”, analisou.

Na goleada sobre a Bolívia na última quinta-feira, em Natal, pelas Eliminatórias, Neymar, 24 anos, chegou a incrível marca de 300 gols em sete gols de carreira, número superior aos astros Messi e Cristiano Ronaldo.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)