Opinião: França chegará a seu ápice na Copa da Rússia em 2018

Crédito da foto: Twitter oficial da Federação Francesa de Futebol (@FFF)

A França que já conta com um excelente plantel consegue a cada dia revelar novos jogadores; Laporte, Martial, Fekir e Coman são grandes exemplos disso. Eles são jogadores rápidos e talentosos e essa é com certeza a maior marca da seleção francesa, que lutará pelo título da Copa do Mundo em 2018.

Crédito da foto: Divulgação/ Twitter oficial da FFF (@FFF)
Crédito da foto: Divulgação/ Twitter oficial da FFF (@FFF)

 

A França consegue ter um plantel com jogadores que são um dos melhores em suas respectivas funções, como por exemplo:

Hugo Lloris: goleiro do Tottenham e um dos melhores em sua posição.

Laurent Koscielny e Raphael Varane: jogadores de Arsenal e Real Madrid, respectivamente. Não são os melhores em sua posição, porém são jogadores de grande destaque por serem muito seguros e rápidos.

Paul Pogba: Jogador do Manchester United é um dos melhores meio-campistas do mundo (jogador mais caro da história).

Dimitri Payet: Atleta que chegou ao West Ham sem ser muito badalado, mas hoje é um dos jogadores mais desejados do futebol europeu.

Antoine Griezmann: Jogador do Atlético de Madrid, ele é com certeza um dos melhores e mais desejados atacantes do mundo.

Esses são os grandes destaques da Seleção Francesa, porém não são os únicos grandes jogadores da equipe.

A França vem em crescente evolução após diversos fracassos consecutivos em Eurocopas e em Copas do Mundo. Chegando até mesmo na final da Eurocopa, que foi disputada neste ano na própria França. A equipe Francesa acabou derrotada na prorrogação por Portugal, porém a não conquista, não consegue impedir a análise de uma grande evolução da França.

Além de poder contar com todos esses grandes jogadores a França ainda pode ser reforçada por sua maior estrela que não é convocada desde março deste ano, por ter se envolvido em um escândalo com o então companheiro de seleçao Mathieu Valbuena. E essa estrela é nada menos que Karim Benzema, grande atacante do Real Madrid.

Outro grande destaque que vestirá a camisa da seleção francesa é Aymeric Laporte, promessa do Athletic Bilbao-ESP. Aos 22 anos, o jogador é a grande promessa da equipe treinada por Ernesto Valverde. Na última janela de transferências recusou uma oferta milionária do Manchester City de Pep Guardiola e renovou seu contrato, aumentando sua multa rescisória para 65 milhões de euros (R$ 234,6 milhões) nos dois primeiros anos de vínculo. Depois, ela terá novo aumento para 70 milhões de euros (R$ 252,7 milhões). Como possui origem basca e há muito tempo atua profissionalmente na Espanha, Laporte poderia escolher entre jogar tanto pela Espanha como pela França.

A seleção francesa tem um plantel formado por jogadores que atuam nas maiores ligas do planeta (Alemanha, França, Espanha e Inglaterra). Prova disso é que dos vinte e três convocados por Didier Deschamps para as partidas contra Bulgária e Holanda pelas Eliminatórias para a Copa da Rússia; vinte e dois jogam nessas quatro ligas, o único jogador que não atua em uma dessas ligas é A. P. Gignac que joga pelo Tigres-MEX. Isso mostra a força da seleção francesa, que consegue ter jogadores de destaque nas maiores e mais competitivas ligas do mundo.