Rodriguinho reclama de erros de arbitragem contra o Corinthians e critica a torcida

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians - Rodriguinho - Também reserva no ano passado, o meia virou titular no decorrer de 2016 e hoje é capitão da equipe de Oswaldo de Oliveira

Na reapresentação do elenco do Corinthians após o empate sem gols contra o Atlético-MG, na última quarta-feira, na Arena, o tema arbitragem voltou a dominar a pauta. Em entrevista coletiva, o meia Rodriguinho reclamou dos erros dos árbitros. Contra o Galo, o alvinegro teve gol anulado de Gustavo no primeiro tempo.

LEIA MAIS:
Parada de uma semana sem jogos pode ser boa para o Corinthians 
Análise: Corinthians mostra organização tática com Carille, mas esbarra em suas limitações técnicas 
Foi falta? Jogadores do Corinthians reclamam de gol anulado de Gustavo

Nas derrotas para Palmeiras, Fluminense e Botafogo, o Timão havia tomado gols em posição de impedimento.

“Realmente pelas coisas que aconteceram, e muito se fala isso, sempre que acontece alguma coisa o Corinthians é beneficiado. Vou até citar o jogo do Santos contra o Inter, que teve a expulsão do Lucas Lima. Vieram falar que a gente estava sendo beneficiado. Quando erram contra a gente, poucos falam, isso acaba influenciando o árbitro”, disse o meio-campista.

O último lance polêmico reclamado pelo corintiano aconteceu aos 23 minutos do primeiro tempo. Marquinhos Gabriel cruzou, Gustavo dividiu com a marcação e cabeceou para o gol, porém, alertado pelo assistente Bruno Boschilia, o árbitro Rodholfo Toski Marques anulou a jogada acusando falta do atacante no zagueiro Gabriel.

Rodriguinho também revelou chateação com a queda de público da torcida corintiana nos jogos em Itaquera. Na última quarta-feira, pouco mais de 17 mil torcedores pagaram ingresso para assistir ao empate contra o Galo. Foi o pior público da história da Arena.

“É uma coisa que nos causa sentimento de tristeza, porque o Corinthians sempre foi reconhecido e visto como um time que a torcida empurra sempre, comparece, e nesses jogos foi diferente. É até estranho para quem já viveu momentos anteriores de glória, casa cheia, com a torcida nos apoiando, viver agora esse momento difícil”, afirmou o meia.

Houve críticas também ao comportamento da torcida, que demonstra impaciência até nas vitórias..

“Contra o Cruzeiro, mesmo vencendo, parte da torcida nos vaiou no final do jogo e ficamos sem resposta, sem saber o por quê. A gente está muito triste, é um momento complicado em termos de diretoria, saída de jogadores, mudanças de comissão… Temos de nos adaptar e voltar a ser aquele time acostumado com glórias“, completou.

O Corinthians volta a campo somente na próxima quarta-feira (12), contra o Santa Cruz, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 30ª rodada do Brasileirão.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)