Roth exalta a atuação do Internacional: ” DE NOVO A ATUAÇÃO FOI BOA”

Foto: Site - Internacional

O Internacional venceu por um a zero o Coritiba na noite da última quinta-feira. A vitória foi elogiada principalmente na parte defensiva pelo técnico Celso Roth. O colorado foi seguro atrás, mas devido ao nervosismo apresentou problemas de passe. No entanto, o treinador reforçou que o mais importante na luta contra o rebaixamento era mesmo o resultado positivo.

LEIA MAIS:
Valdívia fala sobre o pênalti: “Me joguei”
Danilo Fernandes tem noite de herói e solta palavrão : “Não vamos cair nem f…”

O treinador não concordou com o pênalti, contra o Internacional, mas o a favor o Valdívia que sofreu e confessou que não foi nada. “A vitória é o mais importante. A atuação foi boa. De novo, defensivamente melhor que ofensivamente. Estamos errando muitas coisas, como passes de menos de cinco metros, posse de bola. Mas defensivamente foi muito seguro. Penalidade contra não sei se aconteceu. Impressão é que não foi, mas eu estava longe. Depois tivemos a felicidade e a recompensa de atacar o tempo inteiro, mesmo que desordenadamente, com muita pressa para fazer os gols”, analisou o técnico.

Com o resultado, o Internacional soma 33 pontos e está em 16º lugar e finalmente saiu da zona de rebaixamento, agora é “secar” Cruzeiro e Figueirense que ainda jogam na rodada. “Sempre é bom (dormir fora da zona de rebaixamento). Tínhamos a obrigação de vencer os dois jogos em casa, pela qualidade técnica do Internacional, pelo nosso momento no campeonato. Tudo isso estava pesando contra para um time ainda jovem, com alguma experiência. Tiramos as lições de que temos que seguir trabalhando dessa forma. Ainda mais para esses garotos, que nunca passaram por isso e estão lutando. Esse é o nosso futuro. Mas o presente é que a gente está sofrendo, cometendo alguns erros que como Internacional, como clube, não podemos ter”. 00

Na próxima rodada, os comandados de Celso Roth enfrentam o Botafogo. A partida será disputada na quarta-feira, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, às 21h45.