São Paulo abre as portas do Morumbi para receber Palmeiras no Brasileirão

Divulgação

A diretoria e o elenco do Palmeiras estão muito insatisfeitos com o estado do gramado do Allianz Parque, vítima de inúmeros eventos organizados pela construtora WTorre, que administra o estádio em dias de não jogos do clube. Uma saída para o time comandado por Cuca, embora não seja a mais defendida, é atuar em outro local com um campo melhor para o estilo rápido de jogo da equipe. Nesta quinta-feira, o São Paulo abriu as portas do Morumbi para o rival.

LEIA TAMBÉM:
Presidente do Coritiba sela ida de Raphael Veiga ao Palmeiras: “ele quis sair”
Maicon elogia seu primeiro ano no São Paulo, mas diz: “não estou satisfeito”
Palmeiras tem cinco Libertadores no elenco, mas só 10% dos jogadores venceu o Brasileirão
Veja lances e gols do atacante Nilmar, alvo do São Paulo para 2017

Em entrevista à RedeTV, Marco Aurélio Cunha, diretor-executivo do Tricolor, deixou claro que seu estádio está de portas abertas ao Palmeiras nessa reta final de Campeonato Brasileiro. Faltando seis rodadas para o término da competição, o Verdão é líder com seis pontos de vantagem ao Flamengo e três das seis partidas que restam ao time de Cuca serão em casa.

“Não posso falar pelo presidente (Leco), mas o Morumbi é um estádio de todos e que recebeu inúmeros clássicos que nem eram do São Paulo. Se eventualmente o Palmeiras precisar, não tem nenhum problema”, disse Marco Aurélio Cunha.

“A história não pode ser esquecida. Se o gramado do Allianz Parque não tiver em boas condições é só o Palmeiras procurar o nosso presidente. Essa relação entre clubes tem que existir sempre. Precisamos deixar a rivalidade dentro de campo e não podemos ser inimigos”, completou o dirigente.

A relação do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, com Leco de nada se compara ao relacionamento do mandatário alviverde com o ex-presidente Carlos Miguel Aidar, que renunciou ao cargo no Tricolor no fim de 2015. Nobre e Aidar se estranhavam desde a polêmica negociação do atacante Alan Kardec em 2014, quando deixou a Academia de Futebol e pulou o muro no CT da Barra Funda.

Caso o Palmeiras aceite jogar no estádio tricolor, a capacidade do Morumbi é de 66 mil torcedores, maior do que o Allianz Parque, que é de pouco mais de 40 mil. Ainda pelo Brasileirão, o Palmeiras joga como mandante na 34ª rodada contra o Internacional, e nas 36ª e 37ª rodadas diante de Botafogo e Chapecoense, respectivamente. No site do Palmeiras, os locais dos jogos contra Botafogo e Chapecoense aparecem indefinidos.

Depois de enfrentar o Inter, no dia 6, o Palmeiras verá o Allianz Parque ser palco de shows da banda Guns N’ Roses nos dias 11 e 12 de novembro. A situação poderia até ser pior se a cantora Mariah Carey não cancelasse sua turnê pela América do Sul, incluindo um concerto na arena alviverde no dia 1.

Nos últimos 20 dias, o Allianz Parque recebeu shows de Andrea Bocelli e da banda Aerosmith. Por causa do espetáculo do cantor italiano, o Verdão teve que jogar em Araraquara (SP) diante do Cruzeiro. Quando retornou ao estádio, buracos e imperfeições no gramado foram nítidos nas partidas contra o Grêmio pela Copa do Brasil e Sport pelo Brasileirão.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.