Sem clima, São Paulo estuda usar Michel Bastos como moeda de troca

Michel Bastos
Rubens Chiri/São Paulo FC

O São Paulo oferece toda a estrutura do Reffis para Michel Bastos recuperar seu futebol e ajudar o time a se distanciar do Z-4. No entanto, de acordo com o site Globoesporte.com, o Tricolor já cogita usá-lo como moeda de troca numa negociação para reforçar o elenco em 2017. A saída é vista pela direção como positiva para o futuro do clube e jogador – que tem contrato válido até dezembro do próximo ano.

LEIA MAIS:
PRESIDENTE DO SÃO PAULO PROMETE REFORÇOS “NÍVEL PRATTO E FRED” EM 2017
LECO NÃO CRÊ EM QUEDA DO SP E CULPA A TROCA DE TÉCNICO POR MAU MOMENTO
LUXA SE DEFENDE APÓS CRÍTICAS DE FELIPÃO E MINIMIZA PROBLEMA NA CHINA: “FOI COM UMA PESSOA”

Em meio a grande fase do clube na Taça Libertadores, no primeiro semestre, Michel despertou o interesse do futebol francês, mas Gustavo Vieira de Oliveira, diretor de futebol na época, recusou a oferta. Como clube acredita que será difícil vendê-lo já que não vive grande fase, a ideia é colocar o meia de 33 anos numa eventual transferência. Internacional, Palmeiras e Santos já sondaram o jogador no passado.

Mesmo com o ciclo perto do fim, o técnico Ricardo Gomes mantém o meio-campista integrado ao elenco na esperança de contar com algum lampejo de futebol. A direção também entende que afastá-lo colocaria em risco o plano despertar o interesse de outros times.

Michel Bastos é o vice-artilheiro do time do São Paulo, com cinco gols, ao lado de Cueva e atrás de Chávez, com seis. O jogador também soma sete passes para gols na temporada.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.