Vitorio Piffero define candidato da situação à presidência do Inter

Inter
Vitório Píffero, presidente do Inter. Foto: Divulgação

A eleição presidencial do Inter já tem os seus três candidatos definidos. Após José Amarante e Marcelo Medeiros se lançarem ao pleito como opções de oposição, a situação colorada definiu o seu nome nesta quarta-feira. Em entrevista coletiva, o atual presidente confirmou que Pedro Affatato, eleito como vice-presidente de Piffero em 2014, representará a situação.

LEIA MAIS:

Geromel explica derrota para o Cruzeiro: “No 2° tempo eles correram mais”

FOTO – Esta imagem de Seijas ilustrará a força da torcida colorada

A revelação de Piffero veio com bom humor. Em um primeiro momento, ele apenas confirmou que o seu grupo político teria um candidato no pleito. Perguntado se seria Affatato, ele brincou com os jornalistas.

“A situação lançará candidato. Vocês saberão no momento apropriado. Não serei eu. Vocês sabem quem é”, disse, antes de ser perguntado outra vez se era Affatato o candidato. “Viu como vocês sabem?”, riu.

Pedro Affatato é o primeiro vice-presidente da gestão Vitorio Piffero. Durante a temporada, ele chegou a se aproximar do futebol para auxiliar o ex-vice Carlos Pellegrini. Affatato esteve presente no vestiário durante a curta passagem de Paulo Roberto Falcão como técnico do Inter. O dirigente também auxiliou na contratação do atacante uruguaio Nico López.

Não será a primeira vez que Pedro Affatato tentará a cadeira mais importante do Inter. No pleito de 2010, ele acabou perdendo a disputa com Giovanni Luigi. Naquela ocasião, e assim como em 2016, as eleições definiram o nome sucessor de Vitorio Piffero, que encerra o seu ciclo em dezembro.

No dia 7 de novembro ocorre a eleição dentro do Conselho Deliberativo. Os dois candidatos mais votados vão para o “pátio” e serão escolhidos entre os associados.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.