A culpa é de quem? Fluminense demite mais um técnico

A culpa é de quem?
Foto: Facebook oficial Fluminense

A culpa é de quem? Levir Culpi após mais uma fraca atuação do Fluminense, dessa vez diante do Cruzeiro no Mineirão, foi mais uma vítima das inúmeras demissões de treinadores que marcaram a gestão de Peter Siemsen. Antes de Levir, Muricy Ramalho, Abel Braga onde Peter confessou arrependimento na demissão, Luxemburgo, Dorival JR, Renato Gaúcho, Cristóvão, Ricardo Drubscky, Enderson Moreira e Eduardo Baptista. Em quase todas as trocas de treinadores no comando de Peter, raros foram os treinadores que obtinham um sucesso inicial, marcado por boas atuações e mudança de atitude dos atletas, mas passados alguns jogos a monotonia que marca os jogos do Fluminense desde 2013, logo voltava a aparecer.

 

Culpados:

  • Falta de jogadores velozes (Resolvido);
  • Treinadores;
  • Fred;
  • Diego Souza;
  • Marechal Deodoro da Fonseca;
  • E se deixarem até o Papa.

A pergunta que jamais foi respondida (e não será), é o que acontece? Não sou daqueles acreditam que existe apenas um culpado, não acredito em apontar uma cidadão como maior culpado dentro de um esporte tão coletivo como é o futebol, como fizeram inclusive com o Fred durante a copa de 2014. Contudo a resposta não virá de mim, pois não vivo o dia do clube, mas algum problema existe? Então presidente, então representantes do Fluminense? O que se passa? Acho que já deu em apontar o dedo até para o Trump recém eleito presidente dos EUA, chega dessa brincadeira. A torcida do Fluminense merece respostas, pois passado o título brasileiro de 2012, a única coisa que o “Futebol” do Fluminense passou, foi unicamente a mediocridade.