Diego mostra empolgação por tudo que viu no Flamengo e projeta vencer os últimos jogos

Diego
Gilvan de Souza/Flamengo

Principal contratação do Flamengo na temporada, o meia Diego falou sobre como está sendo seus primeiros meses de clube, já disputando o título do Campeonato Brasileiro. O camisa 35 avaliou ainda a queda de rendimento do time em algumas partidas, mas projetou vencer os jogos restantes.

LEIA MAIS:
Flamengo: Rever abre o jogo e revela conversa com o Inter para resolver seu futuro
Empresário revela que Adryan deve se transferir do Flamengo em definitivo; veja
Zé Ricardo fala das poucas oportunidades para Adryan e meninos da base do Fla; veja
Diretor conta com austeridade para o São Paulo se reforçar e diz que o Flamengo é exemplo

 

– Eu esperava (briga pelo título) por tudo que me informei do Flamengo. Esperava um segundo turno positivo, mas superou minhas expectativas graças à organização do clube. Me preparei de forma exaustiva para que eu pudesse corresponder todas as expectativas, que são grandes. Creio que tenho correspondido, não de forma positiva, há alguns erros, mas acho que cheguei e ajudei. Consegui de certa forma fazer a minha parte. Pude contribuir para que a equipe melhorasse ou mantivesse o mesmo nível. Converso com Zé Ricardo para ir ajustando certos aspectos para render 100% em prol do time. Esses quatro jogos finais eu quero vencer. O mais importante é vencer. Isso gera elogios para todos. Espero continuar nesse caminho. Todos no caminho certo, e isso é bom para o Flamengo

 

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

 

Veja outros trechos da entrevista com Diego:

 

RETA FINAL:

– É uma reta final difícil, chega o final da temporada, e os jogadores que estão desde o começo principalmente têm de vencer o cansaço. Vamos enfrentar equipes com diferentes objetivos. Espero um final de campeonato bem equilibrado e acho que nosso grau de concentração está muito forte. Acho que conseguiremos finalizar o campeonato de forma muita positiva.

FIM DE CAMPEONATO DO FLA:

– Terminar de forma positiva é manter as apresentações e a ambição que a equipe tem demonstrado. Flamengo jogou apenas três vezes no município do Rio de Janeiro, é a equipe que mais viajou na temporada e vem fazendo uma campanha sensacional. É a equipe que não teve nenhuma lesão na temporada. Tudo isso para mim é positivo. Independente de qualquer coisa, o ano vai ser positivo. Chegar com a possibilidade de campeão é muito bom, e eu não vejo outra alternativa que não sonhar. Dependemos só de nós para terminar como vice-campeões e com uma pequena chance de ser campeão. Terminar com essa mentalidade é importante, essa é a minha expectativa e acho que isso vai acontecer.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

INÍCIO NO FLAMENGO E FORMA TÉCNICA E FÍSICA:

– Eu realmente não tenho como agradecer a tudo o que o Flamengo tem feito por mim, desde torcedores, comissão e jogadores. Me deixam muito à vontade, é sempre um prazer vir a cada treino, jogar. Graças aos meus companheiros, eu vim colher os frutos que eles prepararam. Colho o trabalho sério que o Flamengo vem fazendo há muito tempo. Claro que até com a empolgação de chegar no Flamengo a gente acaba superando certas dificuldades. Fiquei 12 anos fora, é um campeonato ao qual estou me readaptando. Tenho tido a ajuda de todos e isso tem facilitado muito. Me encontro num nível excelente, mas a tendência é que eu posso melhorar. Estou muito satisfeito com o que temos feito, mas acho que ainda há margem para melhora. Eu vou atrás disso. Me sinto bem fisicamente.

OSCILAÇÃO DO TIME:

– Vejo essa queda de outra forma, não 100% natural. Uma equipe que tem ambições tem que vencer, então não tem desculpa. Nesses jogos que empatamos enfrentamos equipes de altíssimo nível e não faltou ambição de vencer. Claro que precisa da serenidade e da qualidade principalmente na finalização. Houve jogos que tomamos gols em que a equipe poderia ter se comportado melhor. Não vejo o equipe como negativa, apesar da decepção porque buscávamos as vitórias. Credito à dificuldade dos adversários e talvez falta de eficiência. Tivemos atitude, coragem, mas faltou um pouco disso. Tem que manter a mesma forma de jogar, mas com certo ajustes. Não tem que haver desespero.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

RÉVER:

– É um ser humano sensacional, cara que está sempre atento aos detalhes. Cria relacionamento de confiança com o grupo. Sempre transmite palavras positivas para o grupo. Como jogador, todos podem reconhecer o que ele tem gerado. É um jogador diferenciado. E o fato de ser um ser humano do bem o faz ser mais do que especial. Brincalhão, divertido, e um dos nossos pontos defensivos e ofensivos. VEJA também: Flamengo: Rever abre o jogo e revela conversa com o Inter para resolver seu futuro.

POSSIBILIDADE DE TÍTULO:

– Eu não consigo ver outra alternativa a não ser continuar jogando pra vencer e acreditando. Nada tira da minha cabeça que a temporada vai ser positiva, independente de qualquer coisa, mas nós queremos mais. Quando cheguei, pouquíssima gente falava em título. As coisas aconteceram de forma positiva, e revivemos esse sonho novamente de título. Matematicamente temos chances de títulos. Se comparar com equipes que passaram situações parecidas com nós agora estão em situações negativas. Isso nos deixa orgulhosos sem esconder a frustração porque queríamos vencer, mas tudo isso faz com que olhemos para o próximo jogo com motivação e vontade de vencer. Sempre que vence o balanço é positivo, ainda mais dependendo de resultados de outros times. Quanto mais você se destaca e consegue sequências de vitórias, as equipes respeitam mais e se preocupam mais. Não temos que mudar nossa filosofia, mas exercer de forma eficaz o que sabemos. Em alguns momentos temos que nos reinventar. Zé sempre deixa um detalhe para que possamos aproveitar para superar a marcação. Tentamos melhorar para conseguir eficácia que comentei.

SAUDADE DAS OUTRAS “CASAS” DO FLAMENGO:

– Ter o privilégio de participar desses jogos com a atmosfera do Maracanã faz com que não tenhamos saudades de nenhum estádio. Durante a temporada, fomos direcionados para outros e fomos vencendo. Vencemos em Cariacica, Brasília e em outros estádios. Fomos para o Maracanã, o que foi uma conquista. A primeira conquista foi ganhar a confiança dos torcedores, que esgotaram ingressos rapidamente. Por mim jogaria todos os jogos no Maracanã, porque é um privilégio que poucos têm de contar com uma torcida como a do Flamengo. Não vamos ganhar todos os jogos, mas acho sim que somos fortes lá. A torcida do Flamengo tem dado um show, vai continuar dando um show, e as dificuldades vão continuar aparecendo. Derrota, empate e vitórias fazem parte. Não sinto saudade nenhuma, mas quero agradecer aos torcedores de todos os outros estádios e pelo ambiente que geraram. Maracanã e Flamengo realmente fazem uma combinação maravilhosa, e isso tem que ser aproveitado.

Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

DIEGO DEPENDÊNCIA:

– Não vejo excesso de dependência (em relação a ele). Cada um deve se concentrar no trabalho. Temos outras opções de qualidade e é preciso utilizar. Quando um não funciona, o outro tem que funcionar. É questão de ajustar. Vejo o Flamengo com opções diversas, não só quando eu tenho a bola.

PRÓXIMO ADVERSÁRIO:

– Hoje em dia você não tem jogos fáceis pelo Brasileiro. Lembro que vi o jogo do América, foi uma equipe muito compacta, jogou sabendo o que queria e aproveitando contra-ataques. Temos que encaixar a marcação mesmo quando estivermos com a bola para que não nos surpreendam. Acredito que é mais ou menos esse tipo de jogo deles que esperamos.

Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

DESFALQUES DE REVER E VAZ:

– São jogadores de peso, não podemos negar que fazem falta em qualquer equipe, porém tem um ponto positivo: o equilíbrio do grupo. Confiamos muito nos jogadores que estão entrando. Vão dar conta do recado, e a equipe vai continuar sendo competitivo. O trabalho tem sido intenso e bem direcionado para o jogo com o América. Vamos chegar preparados, independentemente de quem jogará.

JUAN E DONATTI:

– Durante a competição, que é longa, é normal que um jogador pare de jogar com tanta frequência. O elenco está bem equilibrado. Donatti estou conhecendo agora, é muito dedicado, um defensor sério, como tem que ser. Transmite confiança. Juan é o tipo de jogador que dá sensação que vai ser eterno. Impressionante a confiança que transmite. Dispensa comentários. Por tudo que faz dentro e fora de campo. Sempre presente nos treinos. É um jogador fundamental quando joga ou não joga. Poder contar com ele é um privilégio. Não temos que nos preocupar com esse jogador, apenas confiar nele por tudo que ele fez.

Donatti e Juan - Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Donatti e Juan – Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

REENCONTRO COM O SANTOS:

– Por mais que a gente tente direcionar, acho que o jogo mais importante será o contra o América. Toda vitória gera confiança e tranquilidade. Dedico todas minhas forças no jogo com o América. Cada jogo vai trazer sua dificuldade. Uns teoricamente mais, outros menos, mas na prática é diferente. Dedico minha concentração ao América.

Enquanto o time briga dentro do campo a diretoria trabalha fora das quatro linhas. Em relação aos reforços para próxima temporada, a ideia de ter um time cada vez mais forte e competitivo no decorrer dos anos foi confirmado pelo próprio presidente do clube. Veja: Bandeira fala sobre chance de reforços e prevê elenco do Fla mais qualificado em 2017.

Enquanto o time ainda briga pelo título do Brasileirão, a diretoria continua o planejamento do próximo ano. É o momento de algumas definições, sejam elas de permanência, saídas e também de novas aquisições no mercado do futebol. Sendo assim, o Torcedores.com trouxe um breve resumo de como estão as negociações do Rubro-negro para 2017. Veja no link: Mercado da bola: Veja as negociações de quem pode chegar e sair do Flamengo em 2017.

 

CONFIRA AINDA ALGUNS ESPECIAIS FEITOS PELO TORCEDORES.COM:
Veja os jogadores do Flamengo que podem retornar de empréstimo em 2017
Veja até quando vai o contrato dos jogadores do Flamengo
Confira jogadores que estão sem contrato e podem ser bons reforços para 2017
Brasileirão gringo! Veja os estrangeiros contratados no fim da janela 

Foto: Divulgação

Curtiu essa matéria? Siga o autor no Twitter: Allan Abi Madi – @allanmadi