Eleição americana pode ter selado o fim dos Chargers na cidade de San Diego

Foto: Reprodução/ Twitter Oficial de Donald Trump e Hillary Clinton

As eleições americanas realizadas nesta terça-feira (08/11) não trouxeram aos Estados Unidos apenas o novo presidente que governará a partir de 2017. Em cada estado, uma série de medidas locais propostas foram acatadas ou rejeitadas pela população. Foi o caso da cidade californiana de San Diego, que teve uma proposta de financiamento público para a construção de um novo estádio para o San Diego Chargers, time de futebol americano local, rejeitada

LEIA MAIS:
CONHEÇA A RELAÇÃO DE DONALD TRUMP, NOVO PRESIDENTE DOS EUA, COM O ESPORTE

De acordo com uma projeção do jornal San Diego Tribune, a medida C que propunha um aumento de taxas de hotéis e de contribuição pública para a construção de um novo estádio no centro da cidade foi rejeitada com 61% dos votos. Eram necessários 66% dos votos a favor para que fosse aprovada. Com isso, uma mudança do time para a cidade de Los Angeles fica cada vez mais próxima.

Ainda de acordo com o jornal San Diego Tribune, o dono dos Chargers investiu mais de 10 milhões de dólares tentando aprovar a medida ao invés de mudar o time de vez para Los Angeles na semana passada. Apsar de ter os naming rights de seu atual estádio com contrato vigente até 2020, uma mudança para Los Angeles se torna cada vez mais

Os Chargers passaram seu primeiro ano de vida em 1960 na cidade de Los Angeles, antes de se mudar para San Diego em 1961. Se o time retornar a Los Angeles,  poderá dividir o estádio com o Los Angeles Rams ou fazer um novo projeto de estádio. Os Rams se mudaram de volta para Los Angeles em 2015. Há também a possibilidade de ir para Las Vegas, cidade que também tem interesse dos Raiders, atulmente em Oakland.

O jornalista da NFL Ian Rappoport compartilhou uma carta escrita pelo dono do San Diego Charges Dan Saparos para os torcedores que possuem ingressos anuais após a recusa da medida.

Tradução da carta:

“Apesar da emenda C não ter atingido os dois terços necessários para ser aprovada, eu gostaria de agradecer sinceramente o apoio leal de vocês como torcedores e por terem apoiado nossa iniciativa.

Há muito do que se orgulhar hoje à noite:  os 110 mil votos dos moradores que fizeram com que a medida fosse aprovada para votação em apenas 6 semanas; o apoio e amor incondicional dos nossos torcedores e parceiros corporativos; o apoio e trabalho de muitos líderes civis, empresariais e trabalhistas e o esforço de coração dos nossos ex-jogadores e ex-funcionários .

Sobre o que vem na sequência para os Chargers, é muito cedo para responder. Vamos analisar cuidadosamente novas opções,mas nenhuma decisão será tomada antes do fim da atual temporada da NFL.

O apoio incondicional de amigos como vocês , e de muitos outros, foram tocantes durante toda a campanha e eu não me esquecerei disso nas próximas semanas. 

Obrigado, novamente, por acreditarem nos Chargers. Todos no time e na minha família agradecemos o apoio. Estamos ansiosos para a conclusão de uma temporada empolgante”



Paulistano, 27 anos, deixou a publicidade e o marketing esportivo para ingressar no jornalismo e conseguir cobrir grandes eventos esportivos. Apaixonado por esportes olímpicos e futebol americano, sonha em estar no Rio de janeiro em 2016 para cobrir os Jogos Olímpicos in loco.