Empresa faturou alto com Arena Corinthians na copa, diz site

A copa do Mundo de 2014, foi uma das maiores festas do futebol nos últimos anos, e sua abertura, na nova casa do Timão, a Arena Corinthians. Mas após algumas noticias veiculadas onde envolvem a nova arena, o site GloboEsporte.com publicou uma matéria sobre a Stillo’s, empresa especializada em formaturas e que segundo o site, faturou em torno de R$15 Milhões com o evento na Arena Corinthians.

A primeira participação da empresa na Arena ocorreu ainda em 2013, no aniversário de 103 anos do clube, em uma grande festa comandada pela cantora Ivete Sangalo, mas o grande faturamento viria no próximo ano. A empresa já teria participado de eventos menores no Parque São Jorge, e foi levada pelo Ex-Presidente Andrés Sanchez para a Arena Corinthians.

LEIA MAIS

Prêmio Torcedores.com terá sua segunda edição em 2016 e com novidades

Confira os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva

A empresa foi a escolhida para ser responsáveis pela estrutura chamada de overlay pela Fifa, que nada mais é que estruturas provisórias no espaço de imprensa e internos do estádio. O que chama atenção, é o custo do overlay na Arena Corinthians, que girou em torno de R$90 Milhões, algo entendido em partes, pelo fato de ser a abertura, recebeu mais convidados e necessariamente necessitou de uma estrutura maior, mas ainda segundo o site, o que assunta é a brutal diferença entre o custo, do Mineirão, por exemplo, que recebeu a semifinal entre Brasil e Alemanha, teve um curto de R$ 22 Milhões no seu overlay.

Em planilha recebida pela ÉPOCA, com a descrição dos custos, é possível ver 75 empresas envolvidas, de diversos serviços, desde instalação de lixeiras até locação de equipamentos. A empresa Stillu’s foi uma das que mais faturaram com o evento, e na planilha consta o pagamento de R$ 15 Milhões em notas fiscais e recibos. Os pagamentos começaram a ser feitos em Junho de 2014 e foram quitados em Dezembro do mesmo ano, na soma dos 50 recibos, totalizou o valor de R$ 15 Milhões destinados a empresa.

Em entrevista á ÉPOCA, a proprietária da empresa, Andrea Palumbo explicou um pouco sobre o trabalho da empresa no overlay do estádio:

“Você imagina numa obra desse tamanho se cada um chegar a hora que quiser, fazer o que quiser. Ninguém se entende. Meu papel era alinhar pessoas. Você entra tal hora, o outro sai tal hora, credenciar as pessoas, garantir que todo mundo entrasse com equipamentos de segurança, sabe? Minha responsabilidade era mais com as pessoas.” disse a empresária.

Dos pagamentos efetuados a empresa, os dois de maiores valores, foram feitos em Outubro do mesmo ano, porém, feitos pela construtora Odebrecht e ambos foram descritos como reembolso. A construtora foi procurada e segundo o site, não quis se manifestar sobre o assunto.

Segundo Andreia, a construtora participou como apoio nas informações da engenharia do estádio. “Como a obra não estava totalmente acabada, a gente precisou fazer muito a parte do piso, carpete, sabe? Dar uma maquiada. A gente precisou fazer teto de tecido. Tinha de passar pela aprovação dos arquitetos. Não era uma coisa das mais fáceis porque havia muita gente para comandar. A Tecnotrade cuidava dos projetos, a gente chamava as pessoas, tinha engenheiros da Odebrecht, todo mundo junto”, diz a dona da Stillo’’s. Borja, da Tecnotrade, afirma que a Odebrecht “apoiou de forma técnica a execução de alguns serviços”, revelou Andreia.

As consequências do overlay, podem preocupar o torcedor Corinthiano, pois, segundo o site, os valores de Overlay entraram no custo da construção da Arena, inclusive nos juros a serem pagos, o custo das estruturas temporárias foi repassado para a operação do estádio, fato registrado nos balanços financeiros do fundo que comanda a Arena Corinthians.

O ex-presidente Andres Sanchez, disse que havia um acordo com o então prefeito Kassab durante a construção do estádio, para que a prefeitura buscasse patrocinadores para bancar os custos das estruturas provisórias, porem, o prefeito eleito em 2013, Fernando Haddad vetou e desfez o combinado.