Fórmula 1: Tricampeonato de Nelson Piquet completa 29 anos

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook/Nelson Piquet

No dia 15 de novembro completa 29 anos da conquista do tricampeonato mundial do brasileiro Nelson Piquet na Fórmula 1. O brasileiro precisou de muita astúcia para superar seu companheiro de equipe, o inglês Nigel Mansell, após o acidente nos treinos para o Grande Prêmio de San Marino, quando perdeu a visão de profundidade. Mas Piquet era um gênio da mecânica, enquanto Mansell não entendia nada do assunto e odiava treinos livres, Piquet correndo como mecânico durante boa parte do campeonato conquistava em 1987 seu terceiro título mundial.

LEIA MAIS:
COZZI VOLTA AO PÓDIO NO SEXTO EPISÓDIO DE “NA CORRIDA”
HÁ 17 ANOS, PERDÍAMOS GREG MOORE

1) Grande Prêmio do Brasil: Na corrida abertura do campeonato no circuito de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, o inglês Nigel Mansell foi o mais rápido nos treinos e fez a pole com o brasileiro Nelson Piquet ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila o também brasileiro Ayrton Senna, com sua Lotus Honda, e o italiano Téo Fabi, com sua Benneton Ford. Na corrida tivemos uma prova muito disputada, com Piquet, Prost e Senna se alternando na liderança. No entanto Prost em uma de suas melhores atuações na carreira vence com 40 segundos de vantagem para Piquet que chega em segundo e o sueco Stefan Johansson companheiro de Prost na Mc Laren chegando em terceiro.

2) Grande Prêmio de San Marino: No circuito de Imola, Piquet sofre um terrível acidente na curva Tamburello nos treinos livres e perde sua visão de profundidade. Na qualificação, Ayrton Senna foi o mais rapido com a Williams Honda de Nigel Mansell ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila do grid tivemos o francês Alain Prost com sua McLaren Tag Porshe e o italiano Teo Fabi com a Benneton Ford. Na corrida, em uma prova muito disputada, a vitória fica com Nigel Mansell, com Ayrton Senna em segundo e o italiano Michele Alboreto completando o pódio com sua Ferrari.

3) Grande Prêmio da Bélgica: No circuito de Spa-Francorchamps, Nigel Mansell faz mais uma pole com o brasileiro Nelson Piquet ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila tivemos o também brasileiro Ayrton Senna com sua Lotus Honda, o italiano Gerhard Berger com a Ferrari. Na corrida, contudo, a vitória ficou com o francês Alain Prost com sua MC Laren Targ Porshe, com seu companheiro de equipe, o sueco Stefan Johansson em segundo, e o italiano Andrea de Cesaris em terceiro com sua Brabhan BMW.

4) Grande Prêmio de Mônaco: Chegamos ao circuito de rua de Monte Carlo, onde Senna venceria a primeira de suas seis corridas em Mônaco. Nos treinos, entretanto, a pole mais uma vez ficou com a Williams Honda do inglês Nigel Mansell, com o brasileiro Ayrton Senna ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila tivemos o também brasileiro Nelson Piquet e o francês Alain Prost. Na corrida, Ayrton vence a prova, com Nelson Piquet garantindo a dobradinha brasileira em segundo e completando o pódio o italiano Michele Alboreto com a Ferrari. O campeonato de pilotos mostrava até então Alain Prost na liderança com 18 pontos, seguido por Ayrton Senna com 15, o sueco Stefan Johansson com 13, Nelson Piquet com 12 e o inglês Nigel Mansell com 10.

5) Grande Prêmio do Leste dos Estados Unidos: No circuito de rua de Detroit, Senna mostrou ser um especialista em circuitos de rua. Nos treinos, contudo, a pole foi do inglês Nigel Mansell, com Ayrton Senna ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila, tivemos Nelson Piquet e o belga Thierry Boutsen com a Bennton Ford. Na corrida, a vitória foi de Ayrton Senna, com Nelson Piquet em segundo e o francês Alain Prost completando o pódio em terceiro. Após a corrida, o mundial continuava disputado e mostrava Ayrton Senna na liderança com 24 pontos, seguido por Alain Prost com 22 e Nelson Piquet com 18.

6) Grande Prêmio da França: Chegamos na sexta corrida do campeonato no circuito de Paul Ricard, onde Mansell finalmente acordou no torneio. Nos treinos, Mansell fez a pole com Alain Prost ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila tivemos o brasileiro Ayrton Senna e o seu compatriota Nelson Piquet. Na corrida Piquet e Mansell brigam acirradamente pela vitória, entretanto o inglês leva a melhor, com Piquet chegando em segundo e Prost completando o pódio em terceiro. Enquanto isso, o campeonato ainda continuava legal: Ayrton Senna continuava na liderança com 27 pontos, seguido por Alain Prost com 26, Nelson Piquet com 24 e Nigel Mansell com 21.

7) Grande Prêmio da Inglaterra: Chegamos ao circuito de Silverstone, onde eu vi uma das corridas mais legais da Fórmula 1 nesses 33 anos. Nos treinos, Nelson Piquet fez sua primeira pole no ano, com seu companheiro de Williams, o inglês Nigel Mansell, ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila tivemos o brasileiro Ayrton Senna e o francês Alain Prost. Na corrida, Piquet e Mansell tiveram uma disputa sensacional, entretanto o inglês, com uma ultrapassagem sensacional na volta 63, garante a vitória, com Nelson Piquet mais uma vez em segundo e Ayrton Senna completando o pódio em terceiro. Depois da corrida o campeonato estava mais embolado que nunca. Senna continuava na liderança com 31 pontos, enquanto Nigel Mansell e Nelson Piquet estavam empatados com 30 pontos, e Alain Prost vinha com 26.

8) Grande Prêmio da Alemanha: Chegamos na metade do campeonato no circuito Hockenheimring. Nos treinos, Mansell faz mais uma pole, com Ayrton Senna ao seu lado na primeira fila. Na segunda fila do grid vinham pela ordem o francês Alain Prost e o brasileiro Nelson Piquet. Na corrida, Nelson Piquet tem bela atuação e vence pela primeira vez no campeonato com 40 segundos de vantagem para o sueco Stefan Johansson da Mc Laren. Senna chega em terceiro com uma volta atrás. Nelson, com a vitória, finalmente assumia a liderança do mundial com 39 pontos, contra 35 de Ayrton Senna, 30 de Nigel Mansell e 26 de Prost.

9) Grande Prêmio da Hungria: No de Hungaroring, Nelson confirma sua reação no campeonato. Nos treinos, entretanto, Nigel Mansell faz a pole com o austríaco Gerhard Berger ao seu lado na primeira fila com a Ferrari. Na segunda fila do grid tivemos o brasileiro Nelson Piquet e o francês Alain Prost. Na corrida a vitória fica com Nelson Piquet, com Ayrton Senna em segundo após largar em sexto, e completando o pódio o francês Alain Prost. Com a vitória, Nelson continuava na liderança do campeonato com 48 pontos, seguido por Ayrton Senna com 41 e Nigel Mansell e Alain Prost com 30 pontos cada um.

10) Grande Prêmio da Áustria: Chegamos então ao circuito de Osterreinchring para a décima corrida do mundial .Nos treinos Nelson Piquet foi o mais rapido e fez a pole ,com seu companheiro de Williams Nigel Mansell ao seu lado na primeira fila .Na segunda fila tivemos pela ordem o belga Thierry Boutsen com sua Benneton Ford e o austríaco Gerhard Berger com a Ferrari . Na corrida,o ingles Nigel Mansell leva a melhor e vence ,com Nelson Piquet mais uma vez chegando em segundo o italiano Teo Fabi com a Benneton completando o pódio .No mundial Nelson abria vantagem na liderança com 54 pontos ,seguido pelo compatriota Ayrton Senna com 43 ,Nigel Mansell com 39 e Alain Prost com 31.

11) Grande Prêmio da Itália: Assim amigos chegamos ao circuito de Monza,aonde o brasileiro Nelson Piquet foi o mais veloz nos treinos e faz a pole ,com seu companheiro o inglês Nigel Mansell ao seu lado na primeira fila .Na segunda fila do grid tivemos pela ordem o austríaco Gerhard Berger da Ferrari e o brasileiro Ayrton Senna .Na corrida Piquet e Senna dpsutam palmo a palmo a vitória ,mas Nelson leva a melhor e vence,com Ayrton Senna em segundo e Nigel Mansell completando o pódio em terceiro .Com o triunfo Nelson abria mais vantagem no campeonato e chegava a 63 pontos,contra 49 de Ayrton Senna,43 de Nigel Mansell e 31 de Alain Prost.

12) Grande Prêmio de Portugal: Então meus amigos chegamos ao circuito de Estoril .Nos treinos ,Gerhard Berger foi o mais rápido e fez a pole com Nigel Mansell ao seu lado ne primeira fila .Na segunda fila do grid vinham o francês Alain Prost e o brasileiro Nelson Piquet .Na corrida após uma prova muito disputada a vitória ficou com Alain Prost ,com Gerhard Berger em segundo e Nélson Piquet completando o pódio em terceiro .Com a vitória, Alain Prost chega a 28 trunfos na carreira e se torna recordista de vitórias na categoria máxima do automobilismo.

13) Grande Prêmio da Espanha: No circuito de Jerez,Mansell jogava sua sobrevivência no campeonato e buscava a vitória o todo o custo .Nos treinos entretanto,Nelson Piquet foi o mais rápido,com Nigel Mansell ao seu lado na primeira fila .Na segunda fila do grid pela ordem tivemos as duas Ferraris com o austríaco Gerhard Berger o italiano Michele Alboreto .Na corrida,Nigel Mansell vence e ganha sobrevida no mundial ,com Alain Prost em segundo e o seu companheiro de Mc Laren o sueco Stefan Johansson completando o pódio em terceiro .Piquet chega na quarta posição.

14) Grande Prêmio do México: Chegamos agora na antepenúltima corrida do campeonato no circuito de Hermanos Rodriguez .Nos treinos Mansell é o mais rápido com o austríaco Gerhard Berger ao seu lado na primeira fila .Na segunda fila tivemos o Nelson Piquet e o belga Thierry Boutsen com a Benneton Ford . Em uma corrida bem disputada ,Mansell leva a melhor ,com Piquet em segundo e o italiano Ricardo Patrese completando o pódio com a Brabhan BMW .O campeonato agora trazia Nelson Piquet na liderança com 76 pontos ,seguido por Nigel Mansell com 61 ,Ayrton Senna com 51 e Alain Prost com 46.

15) Grande Prêmio do Japão: Chegamos ao circuito de Suzuka na penultima corrida do campeonato. Nos treinos ,na ansia de superar Piquet Mansell sofre um acidente e é impedido de correr garantido o tricampeonato de Piquet com uma corrida de antecedência . Assim em uma corrida sem graça o austríaco Gerhrad Berger vence ,com Ayrton Senna em segundo e o suueco Stefan Johansson da MC Larem em terceiro.

16) Grande Prêmio da Austrália: Chegamos finalmente ao circuito de Adelaide na ultima corrida do campeonato .Nos treinos Gerhard Berger faz a pole ,com o francês Alain Prost ao seu lado na primeira fila .Na segunda fila tivemos pela ordem os brasileiros Nelson Piquet e Ayrton Senna . Na corrida Berger vence ,com seu companheiro de equipe o italiano Michele Alboreto em segundo e o belga Thierry Boutsen em terceiro . Na verdade Ayrton Senna havia chegado em segundo,mas minuots depois da corrida foi desclassificado por sua Lótus estar com peso abaixo do permitido e acabou perdendo a chance do vice-campeonato mundial .assim Piquet com a conquista do tricampeonato mostrava que para ser o melhor nem sempre é necessário ser o mais rapido mas sim ter maia sagacidade e experiencia.