Jornal Olé usa declaração de Pratto para provocar Brasil: “Tem medo de Messi”

Reprodução/Olé

Assim como é de praxe, o jornal Olé, principal periódico esportivo da Argentina, faz de tudo para provocar os brasileiros. Quando um clássico entre os países está próximo, então, nem se fala. Nesta terça-feira, a capa da publicação já tinha um título em tom de deboche:  “Juega Kaka“, um trocadilho de Kaká (jogador) com uma expressão que na Argentina soa como “medroso” ou “covarde”. Já deu para entender, não?

LEIA TAMBÉM:
Lucas Pratto no Palmeiras: saiba porque a negociação é difícil, mas não impossível

Na manchete, o Olé acaba com qualquer dúvida do leitor mais inocente e opina que “os brasileirão são medrosos por natureza”. Para completar, a reportagem do periódico entrevistou o centroavante Lucas Pratto, do Atlético-MG, que fala do respeito da equipe de Tite para a seleção hermana, que conta com Lionel Messi, cinco vezes melhor do mundo pela Fifa.

“Todos me perguntam: ‘Messi virá ou não?’ É assim. Sabem que com o Messi é muito difícil. Eles têm um pouco de medo. Têm medo”, disse Pratto ao Olé, que usou essa frase para enfatizar o medo brasileiro na capa desta terça. Na matéria, o repórter Sergio Maffei também conversou com o jornalista André Hernan, do SporTV, o qual disse que os brasileiros idolatram bastante Messi apesar da rivalidade.

Convocado por “Patón” Bauza mais uma vez, Pratto, camisa 18 da Argentina, vem começando os jogos no banco. O técnico hermano vem tentando uma formação no 4-3-3 com Messi, Dí Maria e Higuaín, porém entrou no jogo passado contra o Paraguai, em Córdoba.

O confronto entre Brasil e Argentina acontece na próxima quinta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no Mineirão, em partida válida pela 11ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Enquanto a equipe comandada por Tite ocupa a liderança da competição, os argentinos amargam apenas o sexto lugar. No primeiro turno, houve empate por 1 a 1 em Buenos Aires.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.