OPINIÃO: Queda de rendimento de Gabriel Jesus tem a ver com maratona de jogos

Gabriel Jesus
Foto: Divulgação/Ag. Palmeiras

Jogador da base do Palmeiras que mais frutos rendeu ao clube há anos, Gabriel Jesus já é um jogador conhecido mundialmente. Se há dois anos atrás ele era um jogador do Campeonato Paulista Sub-17, hoje é o atacante da seleção brasileira que lidera as Eliminatórias para a Copa do Mundo e também é o artilheiro do líder do Campeonato Brasileiro. 

Mas nem tudo são flores na vida de Gabriel atualmente. Desde que Tite assumiu o comando da seleção, o camisa 33 do Verdão começou a ser convocado e para ser titular. Fez gols, deu assistência e é peça indispensável no Brasil. E o Palmeiras vem tentando de tudo para aproveitar o garoto pelos próximos jogos, os últimos dele no Palestra.

O problema é que a insistência para usa-lo acontece e aconteceu justamente quando ele começou a ser utilizado tanto pela seleção quanto pelo Palmeiras quase que simultaneamente. Logo após dele ter jogado pela seleção, um ou dois dias depois esteve em campo pelo Palmeiras no Campeonato Brasileiro.

PRÊMIO TORCEDORES.COM DE JORNALISMO COLABORATIVO
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

A medida foi feita com aval do jogador, que afirmou se sentir bem e poder ajudar o clube. Mas se ele entrou em campo, o seu rendimento caiu bastante. Antes de ser convocado pela seleção brasileira, ele fez 10 gols pelo Brasileirão. Depois, quando voltou dos Jogos Olímpicos, fez apenas um (contra o Flamengo) totalizando os 11 que já fez no Campeonato Brasileiro.

A brutal queda tem a ver com os seguidos jogos que vem fazendo. Não há tempo para se recuperar, por mais que seja um garoto de 19 anos. São longas viagens que faz para jogar pela seleção, jogos complicados contra equipes que deverão estar na Copa do Mundo em 2018. Sem contar que está em final de temporada e ele já disputou Campeonato Paulista, Libertadores, Copa do Brasil, Olimpíadas e Brasileirão. O corpo cansa, por mais que ainda esteja em condições de jogo.

Ainda haverão mais quatro jogos no Brasileirão. Um deles será quinta, contra o Atlético em Minas Gerais, dois dias depois do Brasil enfrentar o Peru fora de casa. O Palmeiras não pode colocar Gabriel para este tenso jogo, não tendo as condições ideais e o cansa-lo mais uma vez. O ideal é o recuperar para estar com as melhores condições possíveis para o domingo, quando o clube recebe o Botafogo e o mante-lo em ótimas condições para os outros dois jogos contra Chapecoense e Vitória.

Se Cuca e a comissão acharam correto poupar o time titular na Copa do Brasil, não querendo desgastar os jogadores mesmo tendo uma distância de três a quatro dias de cada partida, porque então colocar um jogador para entrar em campo, sendo que ele esteve jogando em alto nível há algumas horas atrás?

 



Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com