Mercado da bola: Botafogo pode trazer super craque?; confira

Botafogo
Crédito de imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

O Botafogo conseguiu garantir sua classificação para a Libertadores da América do ano que vem e, se quiser fazer uma boa campanha na competição internacional, o clube de General Severiano sabe que precisará reforçar sua equipe para esse novo desafio.

Se, por um lado disputar a principal competição de futebol da América do Sul significará maiores investimentos, a simples classificação botafoguense para o torneio já mudou o patamar do clube no mercado da bola, mas será que isso envolve a contratação de um super craque?

LEIA MAIS:
VÍDEO MOSTRA O MOMENTO DA EXPLOSÃO EM ATENTADO NA TURQUIA
CBF COMETE INJUSTIÇA COM ARTILHEIRO DO BRASILEIRÃO; CONFIRA
POTTKER NO BOTAFOGO? VEJA O QUE OS TORCEDORES PENSAM
BOTAFOGO FARÁ NOVO CONTRATO COM JAIR VENTURA; CONFIRA

“Talvez. A gente trabalha com esse cenário, mas com pé no chão. Depende muito da negociação, da aposta do jogador… Tem um projeto do clube para o jogador, e do jogador para o clube também. A gente não trabalha com a hipótese de trazer um cara que custe R$ 1 milhão por mês e que não saiba como pagar. Mas a gente trabalha com o cenário de ter um jogador mais tarimbado, digamos assim, que possa atrair a torcida e tal, e que ele aposte no projeto do Botafogo. Em algumas conversas que temos tido com bons jogadores eles têm perguntado isso: “Mas quais são os planos para o jogador?” Acho que hoje tem essa consciência em alguns empresários, e de alguns jogadores, de como ele vai encaixar no elenco. Por exemplo: a gente hoje precisa de um bom jogador de meio campo para conversar com o Camilo, os nossos esquemas sobrecarregam o Camilo um pouco porque a gente acaba tendo volantes, atacantes e ele fica ali no meio um tanto sozinho. Alguns nomes que estamos vendo estão enxergando isso. Sem fazer loucura, pés no chão, mas tentando mostrar um projeto. Essa frase ficou meio que com o (Vanderlei) Luxemburgo porque tudo era “projeto”, “projeto” (risos). Mas é um pouco por aí mesmo. Primeiro mostrar a nova realidade do clube, que a gente honra com o que combina, e pensar em menos quantidade e mais qualidade”, disse Gustavo Noronha em entrevista ao GloboEsporte.com.

Crédito de imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.