6 coisas que aconteceram com o Cruzeiro em 2016 e você nem lembrava

cruzeiro
Crédito da foto: Divulgação/ Cruzeiro/ Washington Alves/ Light Press

O ano está acabando e, com isso, mais uma temporada chega ao fim. Bom para o torcedor do Cruzeiro, que não teve um ano muito feliz, mas pode sonhar com um 2017 muito melhor. E tem coisa que aconteceu com o clube mineiro e você nem lembrava. O Torcedores.com te ajuda a relembrar!

Eliminado na primeira fase da Primeira Liga, fora da final do Campeonato Mineiro, semifinalista da Copa do Brasil e 12º colocado no Brasileirão. Tudo isso é fácil de lembrar, né?

LEIA MAIS:
MANO FALA SOBRE MARCELO MORENO E PEDE EQUILÍBRIO NOS INVESTIMENTOS DO CRUZEIRO
FORA DA LIBERTADORES, CRUZEIRO É O SEGUNDO MELHOR BRASILEIRO NO RANKING DA CONMEBOL

Mas e isso?

– MELHOR ATAQUE NA FASE INICIAL DA PRIMEIRA LIGA

Eliminado na primeira fase, ficando na terceira colocação do grupo A, com um empate, uma vitória e uma derrota, a Raposa, ainda assim, conseguiu ter o melhor ataque da competição. Foram 6 gols, o mesmo número do Fluminense, campeão do torneio.

– DEIVID TEVE APENAS DUAS DERROTAS NO COMANDO DA EQUIPE

Contratado em dezembro de 2015, Deivid começou bem o ano na Raposa. Em 18 jogos, foram 11 vitórias, cinco empates e duas derrotas. Ele foi demitido após a eliminação para o América-MG, na semifinal do Estadual.

– MELHOR CAMPANHA NA FASE INICIAL DO CAMPEONATO MINEIRO

O time celeste terminou a fase inicial com 29 pontos, nove a mais que o segundo colocado, Atlético-MG, que ficou com 20. Nos 11 jogos, foram nove vitórias e dois empates, sem nenhuma derrota.

– JORGINHO PODERIA TER TREINADO O TIME

Logo após a demissão de Deivid, o treinador Jorginho, então no Vasco, era um dos mais cotados para assumir a equipe, mas não deu certo. O português Paulo Bento foi o escolhido.

– EMPATE SEM GOLS COM A URT

A primeira rodada do Estadual não foi boa para o Cruzeiro. O time ficou no 0 a 0 com a URT, que tinha Jackson Follmann, um dos sobreviventes do acidente aéreo envolvendo a Chapecoense, como goleiro.

GERALDO DELAMORE DIRIGIU O TIME EM TRÊS JOGOS

Desde a demissão de Deivid até a contratação de Paulo Bento, Geraldo Delamore foi quem assumiu o comando da equipe. Foram duas vitórias e uma derrota.



Paulistano, estudante de jornalismo, 21. Desde 2015 no Torcedores.com.