Lisca prevê dificuldades para o Inter na Série B, mas confia em trabalho de Zago

Inter
Foto: Divulgação Inter

O técnico Lisca não continuará no comando do time do Inter na Série B do Campeonato Brasileiro. Ele já sabia que dificilmente ficaria no cargo, mesmo com a permanência, pela mudança de diretoria.

Para seu lugar, foi contratado Antônio Carlos Zago. Ele firmou contrato com o Inter com o grande objetivo de retornar à elite na temporada 2018 e se destacou neste ano em um bom trabalho com o time do Juventude, que conquistou o acesso da Série C para a Série B, além de ter conseguido levar o time até as quartas de final da Copa do Brasil e conduzido o time até a final do Campeonato Gaúcho.

Leia mais: Lisca lamenta derrota para o Corinthians e detona a arbitragem

Entrevistado ao portal Globo Esporte, o treinador revelou que acredita em dificuldades no caminho do Inter na segunda divisão. Para o ex-comandante, a logística pode atrapalhar o Colorado na competição:

“Dificuldade. É uma competição diferente, tem as suas características. O calendário é distinto, a tabela é outra, muitas vezes joga terça e sexta. Também tem muita viagem e troca de clima. Sai daqui do Rio Grande do Sul com zero grau e vai jogar em Belém, Maceió, Ceará, Lucas de Rio Verde, que é seco pra caramba. É uma competição mais continental, que pega a região de cima. É um campeonato duro, bem competitivo. Mas os campos já melhoraram muito. Hoje, se joga na Arena Castelão, na Arena Pantanal, o Vila Nova joga no Serra Dourada, tem o Mangueirão. Claro que não é a mesma qualidade, mas muitos campos são bons. Esse gramado que o Inter atuou na última rodada ( no Giulite Coutinho) era ruim, fofo, totalmente diferente. Na Série B não encontramos estádios com acomodações tão acanhadas.”

Lisca tem experiência na Série B. Nos últimos anos, disputou quase todas as temporadas a segunda divisão, com bons trabalhos. E ciente da diferença da primeira para a segunda divisão, o treinador espera que o perfil do Inter para a competição seja diferente, como é necessário na segundona.

E o nome de Antônio Carlos Zago agrada o comandante. Para Lisca, o Inter acerta na contratação e compreende a mudança no comando técnico:

“Eu conheço ele. Fez um bom trabalho no Juventude, conhece bem a Série B. Está batalhando. Ele já era um projeto do clube, eu sabia disso. Não posso nem ficar chateado, já estavam conversando com a nova direção. Todo mundo já sabia do resultado da eleição. Eu já sabia que tinham conversado e que a preferência era pelo Zago ou pelo Milton Mendes. Conheço bem os bastidores. O (Fernando) Carvalho e o Vitorio (Piffero) me deixaram claro que não tinha como dar sequência.”



Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com