RETROSPECTIVA: América, o campeão mineiro

Foto: Ramos Lisboa/EM/D.A.Press

América empatou com o Atlético Mineiro por 1 a 1 no Mineirão e conquistou o título mineiro após 15 anos de jejum. O coelho venceu o galo no Independência por 2 a 1 no primeiro jogo da final e obteve a vantagem para a decisão, sendo o empate suficiente para levantar a taça do estadual. O cara da final foi o meia Danilo Barcelos, que fez os dois gols da primeira partida e mais uma vez foi decisivo marcando o gol de empate (36 – 2ºT) após passe do atacante Borges. Coincidentemente, o último título mineiro do coelho foi em cima do mesmo Atlético no ano de 2001, mas também com um elenco jovem e inferior ao seu adversário tecnicamente.

Ao longo da campanha, o América obteve 5 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, sendo que tanto na fase de grupos quanto na eliminatória não perdeu pontos para os favoritos ao títulos e grandes rivais – Cruzeiro e Atlético Mineiro,  Nas semifinais, o coelho segurou o Cruzeiro no Mineirão assegurando o empate sem gols e em seus domínios obteve a vitória por 2 a 0 em mais uma bela atuação coletiva. Nas finais, o América mais uma vez não sentiu a pressão da torcida adversária e foi superior nas duas partidas, vencendo a primeira em casa por 2 a 1 e empatando no “palco de festas” do galo, o Mineirão, por 1 a 1. No elenco americano no estadual, havia um carrasco dos atleticanos, o atacante goleador Borges, que entrou no segundo tempo e incendiou a partida com uma oportunidade de definir o jogo cara a cara com o goleiro Victor.

LEIA MAIS

RETROSPECTIVA: CHAPECOENSE, CAMPEÃ DA SUL-AMERICANA

RETROSPECTIVA: BOA ESPORTE CONQUISTA SEU PRIMEIRO TÍTULO NACIONAL

Apesar do título mineiro, o América foi sendo modificado com as saídas de jogadores importantes para os rivais Cruzeiro e Atlético Mineiro, além de outros clubes da elite brasileira, e a troca de técnicos – começando por Givanildo Oliveira e terminando com o Enderson Moreira, culminando a queda para a segunda divisão nacional e a necessidade de se reforçar e reestruturar para os novos desafios em 2017.

GOLS: ATLÉTICO MINEIRO 1 x 1 AMÉRICA MINEIRO (FINAL)