Após melhora defensiva, Milton Mendes pede Vasco mais ousado na frente

Vasco
Foto: Divulgação/ Flickr Oficial do Vasco

Uma das prioridades do técnico Milton Mendes assim que foi contratado pelo Vasco foi arrumar o sistema defensivo, ponto fraco do time durante o comando do antecessor Cristóvão Borges. E na prática tem funcionado bem. Em cinco jogos, a defesa cruzmaltina foi vazada em apenas dois jogos.

Após “arrumar a cozinha”, o objetivo de Milton passar a ser aumentar a produtividade ofensiva. Para isso, ele pediu um pouco mais de ousadia na frente. Vale dizer que o Vasco fez apenas seis gols sob o seu comando.

LEIA TAMBÉM:
Você sabia? Maior artilheiro do Vasco, Roberto Dinamite jogou no Barcelona 
Eurico Miranda veta ESPN em São Januário após críticas de apresentador 
Leandrão é devolvido ao Vasco, mas tem futuro indefinido 
Jorginho revela proposta do São Paulo quando ainda estava no Vasco 

“Iniciamos um processo de organização da defesa, meio e ataque. Estão entendendo. Mas temos que ousar ou pouco mais na frente. Tudo leva tempo. Queremos criar mais, ter mais desenvoltura. Tínhamos que começar de algum lado, e optamos pela defesa”, disse Milton durante entrevista coletiva.

O Vasco faz neste domingo (16) a final da Taça Rio, contra o Botafogo, no Nilton Santos. Milton ressaltou a importância do duelo.

“É sempre bom estar numa final, seja ela qual for. Uma final é sempre uma final. Chegam sempre as equipes com melhor desempenho. Conseguimos por mérito essa classificação. Vamos encarar essa decisão como a maior das nossas vidas, pois ela é a próxima. Vamos pensar exclusivamente nesse jogo”, prometeu.

Contra o rival no final de semana, o Vasco terá o retorno do atacante Luis Fabiano, que teve o efeito suspensivo concedido pelo TJD-RJ. Assim, Muriqui volta a ficar à disposição no banco de reservas.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)